Alfabetização cartográfica por meio da criação de minibonecos: a prática docente em Geografia no Ensino Fundamental

Jucimara Rojas, Neidi Liziane Copetti da Silva, Sílvia Pereira

Resumo


Este artigo apresenta os resultados de um projeto de extensão que investigou como vem ocorrendo a prática pedagógica em Geografia com crianças nas escolas do município de Maracaju/MS. Como justificativa apresentamos a importância da alfabetização cartográfica para a aprendizagem em Geografia com crianças, as quais aprendem a ler e a escrever o mundo vivido por meio da leitura do espaço. Logo, a alfabetização se dá por meio da criação de si mesmo (por meio de bonecos) e seu entorno com criação de representações espaciais tridimensionais. O referencial teórico pautou-se na fenomenologia e nos princípios interdisciplinares, tendo como autores Callai (2011), Castrogiovanni (2003) Santos (2004), Fazenda (2001, 2003), Japiassú (1976, 1996), Merleau-Ponty (2006), Ricoeur (1983), Chevallier; Gheerbrant, (2009). A pesquisa foi qualitativa, de cunho fenomenológico, com a aplicação e teorização de oficinas de alfabetização cartográfica. Dialogou a acerca da seguinte intencionalidade: como se mostra o fazer pedagógico em Geografia com crianças? Os sujeitos da pesquisa foram acadêmicos/professores que atuam em Geografia, com crianças, no município de Maracaju/MS. Os participantes do projeto evidenciaram que existem inúmeras possibilidades na ação pedagógica em Geografia com crianças, por meio da poesia, da música, do teatro, da criação de si mesmo por meio de mini bonecos.

Palavras-chave


Geografia. Prática pedagógica. Alfabetização cartográfica. Fenomenologia.

Texto completo:

PDF




RealizAção - Revista on-line de Extensão e Cultura
ISSN 2358-3401

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.