Sensibilização ambiental de estudantes de uma escola estadual no noroeste do Rio Grande do Sul

Ana Paula Nunes, Divanilde Guerra, Ramiro Pereira Bisognin, Robson Evaldo Gehlen Bohrer, Marciel Redin, Patricia Inês Kemper Back

Resumo


Nas escolas, atividades relacionadas à Educação Ambiental auxiliam na formação de cidadãos conscientes, capazes de atuarem na realidade socioambiental atual e comprometidos com o meio ambiente. Desta forma, no presente trabalho objetivou-se promover a sensibilização ambiental, com ênfase no gerenciamento dos resíduos sólidos, em estudantes da Escola Estadual de Ensino Fundamental Gonçalves Dias em Três Passos/RS. O trabalho foi desenvolvido na referida escola com 15 alunos do 5° ano. A primeira etapa do estudo consistiu na observação visual das condições momentâneas da separação dos resíduos sólidos na escola e determinação da massa dos mesmos. Após, realizou-se a aplicação de um questionário avaliando o conhecimento dos participantes do projeto sobre a reciclagem. Posteriormente procedeu-se a sensibilização ambiental através de palestras, oficinas pedagógicas, vídeos e jogos didáticos e, por fim, fez-se nova avaliação dos temas para atestar a afetividade da sensibilização. Como resultados observou-se que a separação inicial não estava adequada, embora os alunos apresentassem conhecimento teórico sobre a separação. As atividades de sensibilização permitiram elevada motivação e mudanças de atitudes com relação à reciclagem e reuso de materiais. Portando, pode-se concluir que os alunos do 5° ano entenderam que a correta segregação e reciclagem dos resíduos é importante, pois seu descarte inadequado pode reduzir a qualidade do solo, água e ar e, consequentemente, afetar os seres vivos.


Palavras-chave


Educação ambiental, Meio Ambiente, Reciclagem, Resíduos sólidos.

Texto completo:

PDF

Referências


BALDIN, A. C. Educação Ambiental: Desafios e Sucessos no Brasil e no Mundo. Limeira. 2015. 62 f. (Trabalho de Conclusão de Curso). Campinas/SP, Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Aplicadas, 2015.

BRASIL, A. M.; SANTOS, F. Equilíbrio ambiental e resíduos na sociedade moderna. São Paulo: Faarte Editora Ambiental, 2004, 223p.

BRASIL. Lei nº 9.795 de 27 de abril 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília, 1999. Disponível em: www:https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=50EE32BD99AF52EB7D5DB8E7E03AE765.node1?codteor=634068&filename=LegislacaoCitada+-PL+4692/2009. Acesso em: 26/março/2020.

CALDERAN, T. B. Consórcios intermunicipais: condições e possibilidades de atendimento da política nacional de resíduos sólidos (PNRS) a partir do princípio da visão sistêmica. 2018, 322 f. (Tese de Doutorado). Lajeado/RS. Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento, da Universidade do Vale do Taquari -Univates, 2018.

CASARIN, D. S. Diagnóstico dos resíduos sólidos urbanos no município de Morro Redondo/RS. 2013. 53 f. (Trabalho de Conclusão de Curso). Pelotas/RS. Universidade Federal de Pelotas, 2013.

COELHO, H. Manual de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2000. 85p.

CORRÊA, L. B. et al. Análise social de um Programa de Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos Domiciliares. Revista Monografias Ambientais, v.14, n.2, p.193-201, 2015.

DIAS, S. M. F. Caracterização física dos resíduos sólidos urbanos: uma etapa preliminar no gerenciamento do lixo. In: XVIII Congresso Internacional de Inginiéria Sanitaria y ambiental. Cancún, México, 2002.

FELIX, R. A. Z. Coleta Seletiva em Ambiente Escolar. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v.18, n.1, p.56-71, 2007.

FIGUEIRÓ, P. S. Educação para a Sustentabilidade em cursos de graduação em Administração: proposta de uma estrutura analítica. 2015. 262 f. (Tese de Doutorado). Porto Alegre/RS, Curso de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2015.

FROTA, A. J. A. et al. Implantação de um sistema de coleta seletiva: aspectos legais e de sustentabilidade. Revista Gestão e Sustentabilidade Ambiental. v.4, n.1, p.129-155, 2015.

GUIMARÃES, M. A formação de educadores ambientais. Campinas: Editora Papirus, 2007.

HATAMI-MARBINI, A. et al. A fuzzy group Electre method for safety and health assessment in hazardous waste recycling facilities. Safety Science, v.51, n.1, p. 414-426, 2013.

KGATHI, D. L.; BOLAANE, B. Instruments for sustainable solid waste management in Botswana. Wate management & research: journal of the International Solid Wastes Association, v.19, n.4, p.342-53, 2001.

KINDELL, E. A. I. et al. Educação Ambiental: Vários Olhares e Várias Práticas. 2ª ed. Curitiba: Editora Mediação, 2006.

LOMASSO, A. L. et al. Benefícios e desafios na implementação da reciclagem: Um estudo de caso no centro mineiro de referência em resíduos (CMRR). Revista Pensar Gestão e Administração, v.3, n.2, p.1-20, 2015.

MEDEIROS, A. B. et al. A Importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, v.4, n.1, p.1-17, 2011.

MONTEIRO, J. H. P. et al. Manual Integrado de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Rio de Janeiro: Editora IBAM, 2001.

OBLADEN, N. L. et al.; Guia para Elaboração de Projetos de Aterros Sanitários para Resíduos Sólidos Urbanos. Paraná: Editora CREA, 2009.

OZÓRIO, M. S. et al. Promovendo a conscientização ambiental: Resultados de uma pesquisa realizada com alunos do ensino médio sobre polímeros, plásticos e processos de reciclagem. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v.10, n.2, p.11-24, 2015.

PETRY, D. R. et al. Gestão de Resíduos Sólidos: um estudo em uma empresa que atua na cidade de Xanxerê e região. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v.19, n.2, p. 682-702, 2015.

REICHERT, G. A.; MENDES, C. A. B. Avaliação do ciclo de vida e apoio a decisão em gerenciamento integrado e sustentável de resíduos sólidos urbanos. Revista de Engenharia Sanitária e Ambiental, v.19, n.3, p.301-313, 2014.

SÁ, M. B. Z.; GRIGGIO, M. S. Transformando lixo orgânico em adubo, preservando o meio ambiente e abordando conceitos químicos. Secretaria da Educação do Estado do Paraná, v.1, p.1-20, 2016.

SANTOS, C. F; SILVA, A. J. A importância da educação ambiental no ensino infantil com a utilização de recursos tecnológicos. Revista Gestão e Sustentabilidade Ambiental. v.5, n.2, p.4-19, 2017.

SARAIVA, V. M. et al. A prática pedagógica do ensino de educação ambiental nas escolas públicas de João Câmera-RN. Revista Holos, v.2, n.24, p.81-93, 2008.

SILVA, N. F. Reciclagem: a sensibilização na escola. 2013, 31 f. (Monografia de graduação). Medianeira/PR, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2013.

SILVEIRA, D. M. Educação infantil e meio ambiente: diálogo que gera conscientização. Revista Bem Legal, v.3, n.1, p. 49-56, 2013.

SOUZA, O. et al. Jogando oportunidades no lixo uma estimativa dos benefícios potenciais da reciclagem em Porto Alegre. Indicadores Econômicos, v.43, n.1, p.115-128, 2015.

TRINDADE, N. A. D. Consciência Ambiental: coleta seletiva e reciclagem no meio ambiente escolar. Enciclopédia Biosfera. v.7, n.12, p.15, 2011.

ZAMORA, G. F. Análise do processo de reciclagem dos resíduos sólidos na cidade de Porto Alegre: Unidades de Triagem e os catadores. 2013. 50 f. (Monografia de graduação). Porto Alegre/RS, Instituto de Geociências Departamento de Geografia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2013.




DOI: https://doi.org/10.30612/realizacao.v7i14.12385

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/

RealizAção - Revista on-line de Extensão e Cultura
ISSN 2358-3401

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.