Práticas de extensão na olericultura orgânica em Dourados-MS

Autores

  • Mariana Zampar Toledo Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Emanuel Barbosa dos Santos Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Estevão Honorato Lemes de Paula Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Gabriela Aparecida Rigato Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Hevelin Fernandes Romeiro Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Higor Perikles Guedes Jorge Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Lorenzo Luis Hoefling Manzoni Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Luiz Carlos da Silva Saracho Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Roberto Cesar Dobler Filho Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Thainá Melina Felipus Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

DOI:

https://doi.org/10.30612/realizacao.v7i13.10811

Palavras-chave:

Extensão rural, Fitossanidade, Compostagem, PANC.

Resumo

A extensão rural como ferramenta de transformação econômica e social contribui com a melhoria dos sistemas de produção agropecuária por meio das ações de incentivo à sustentabilidade das comunidades no campo. O desenvolvimento de projetos para aplicação prática da extensão fortalece os vínculos entre a universidade e a comunidade rural, além de beneficiar ambos com rica troca de conhecimento e experiências. Nesse sentido, este trabalho objetivou organizar um evento de extensão a partir das demandas levantadas nas propriedades rurais dos associados da Agrovargas – Associação de Produtores de Vila Vargas, em Dourados-MS. Ferramentas do diagnóstico rural participativo – DRP foram aplicadas em duas propriedades com foco na produção orgânica de hortaliças para, em seguidas, definir-se os temas abordados em um dia de campo. Na prática, demonstrou-se o preparo de caldas visando ao controle fitossanitário em sistemas orgânicos e a técnica da compostagem, tanto caseira como em leiras. Adicionalmente, foram apresentadas aos produtores opções de cultivos não convencionais que agregam valor ao seu sistema de produção, quais sejam a araruta, o gengibre, a ora-pro-nobis, açafrão e o taro. A difusão dos conteúdos explorados na ação de extensão gerou impacto positivo na comunidade. Nesse sentido, percebe-se que as ações que integram o ensino e a extensão contribuem sobremaneira para a melhoria do sistema de produção orgânica de hortaliças no âmbito da agricultura familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Zampar Toledo, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Faculdade de Cîências Agrárias

Emanuel Barbosa dos Santos, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Faculdade de Cîências Agrárias
Universidade Federal da Grande Dourados

Estevão Honorato Lemes de Paula, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Faculdade de Cîências Agrárias
Universidade Federal da Grande Dourados

Gabriela Aparecida Rigato, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Faculdade de Cîências Agrárias
Universidade Federal da Grande Dourados

Hevelin Fernandes Romeiro, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Faculdade de Cîências Agrárias
Universidade Federal da Grande Dourados

Higor Perikles Guedes Jorge, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)


Faculdade de Cîências Agrárias
Universidade Federal da Grande Dourados

Lorenzo Luis Hoefling Manzoni, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)


Faculdade de Cîências Agrárias
Universidade Federal da Grande Dourados

Luiz Carlos da Silva Saracho, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)


Faculdade de Cîências Agrárias
Universidade Federal da Grande Dourados

Roberto Cesar Dobler Filho, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)


Faculdade de Cîências Agrárias
Universidade Federal da Grande Dourados

Thainá Melina Felipus, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Faculdade de Engenharia
Universidade Federal da Grande Dourados

Referências

ABREU JUNIOR, H. de. Práticas alternativas de controle de pragas e doenças na agricultura: coletânea de receitas. Campinas: EMOPI, 1998.

ALMEIDA FILHO, J.; CAMBRAIA, J. Estudo do valor nutritivo do “Ora-pro-nobis” (Pereskia aculeata Mill.). Revista Ceres, v. 21, n. 114, p. 105-111, 1974.

ASSIS, R. L. Agricultura orgânica e agroecologia: questões conceituais e processo de conversão. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2005.

BARNES, J.; ANDERSON, L. A.; PHILLIPSON, J. D. Fitoterápicos. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

BARREIRA, L. P.; PHILIPPI JUNIOR, A.; RODRIGUES, M. S. Usinas de compostagem do Estado de São Paulo: qualidade dos compostos e processos de produção. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 11, p. 385-393, 2006.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Compostagem doméstica, comunitária e institucional de resíduos orgânicos: manual de orientação. Brasília: MMA, 2017.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Produtos fitossanitários com uso aprovado para a agricultura orgânica. Disponível em: <http://www.agricultura.gov.br/assuntos/sustentabilidade/organicos/produtos-fitossanita rios/produtos-fitossanitarios>. Acesso em: 26 ago. 2019.

BRESSAN, R. A. et al. Stress-adapted extremophiles provide energy without interference with food production. Food Security, v.3, n.1, p.93-105, 2011.

CAMBRAIA, J. Valor nutritivo do “Ora-pro-nobis”. Viçosa: UFV, 1980.

CARVALHO, M. A. T.; SOARES, M. H. P. Metodologia participativa de extensão rural para o desenvolvimento sustentável. Belo Horizonte: EMATER-MG, 2006.

CHANG, J. I.; TSAI, J. J.; WU, K. H. Composting of vegetable waste. Waste Management and Research, v. 24, p. 354–362, 2006.

CORRÊA JUNIOR, C.; MING, L. C.; SCHEFFER, M. C. Cultivo de plantas medicinais, condimentares e aromáticas. 2. ed. Jaboticabal: FUNEP, 1994.

COSTA, M. B. B. da; CAMPANHOLA. C. A agricultura alternativa no Estado de São Paulo. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 1997.

COUTO, J. R. do; RESENDE, F. V. de; SOUZA, R. B. de; SAMINEZ, T. C. de O. Instruções práticas para produção de composto orgânico em pequenas propriedades. Brasília: Embrapa Hortaliças, 2008.

CRUZ-GARCIA, G. S.; PRICE, L. L. Ethnobotanical investigation of ‘wild’ food plants used by rice farmers in Kalasin, Northeast Thailand. Journal of Ethnobiology and Ethnomedicine, v.7, n.33, p.1-20, 2011.

EMATER- RJ. Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro. Guia de metodologia de extensão rural. Rio de Janeiro: EMATER-RJ, 1996.

FERRI, G. L.; CHAVES, G. L. D.; RIBEIRO, G. M. Análise e localização de centros de armazenamento e triagem de resíduos sólidos urbanos para a rede de logística reversa: um estudo de caso no município de São Mateus, ES. Production, v. 25, n 1. p. 27-42. 2015.

GABRIEL, A. M. A.; SOUZA, R.; OLIVEIRA, E. R.; ROSSINI, L. C.; MONÇÃO, F. P.; RAMOS, M. B. M.; GIMENES, L. S.; PEREIRA, T. L.; SILVA, E. C. P. Orientação em apiários no Assentamento Amparo, Dourados-MS. Realização, v. 2, n. 3, p. 36-41, 2015.

GARCIA, E. S. Biodiversidade, biotecnologia e saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 11, n. 3, p. 495-500, 1995.

GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. Porto Alegre: Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2000.

GOTARDO FILHO, C. Como montar uma composteira caseira: manual de orientação. Andradina: Secretaria Municipal de Meio Ambiente. 11p. Disponível em: <https://www.andradina.sp.gov.br/arquivos/31_arquivo_compostagem_.pdf>. Acesso em 26 ago. 2019.

GUERRA, M. S. Receituário caseiro: alternativas para o controle de pragas e doenças de plantas cultivadas e de seus produtos. Brasília: EMBRATER, 1985.

HAMERSCHMIDT, I. Manejo de pragas e doenças em sistemas orgânicos. Curitiba: EMATER-PR, 1999.

HENZ, G. P.; ALCÂNTARA, F. A. de; RESENDE, F. V. Produção orgânica de hortaliças: o produtor pergunta, a Embrapa responde. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica Brasília, 2007.

JESUS, E. L. de. Histórico e filosofia da agricultura alternativa. Proposta, v. 27, p. 34-40, 1985.

KEMERICH, P. D. C.; FLORES, C. E. B.; BORBA, W. F.; GERHARDT, A. E.; FLORES, B. A.; RODRIGUES, A. C.; BARROS, G. Indicativo de contaminação ambiental por metais pesados em aterro sanitário. Revista Monografias Ambientais. v. 13, n. 5, p. 3744-3755, 2014.

KIEHL, E. J. Manual de compostagem: maturação e qualidade do composto. 4. ed. Piracicaba: E. J. KIEL, 2004.

KINUPP, V. F.; BARROS, I. B. I. D. Riqueza de plantas alimentícias não-convencionais na Região Metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Biociências, v. 5, n. 1, p. 63-65, 2007.

LIMA, O. O. Gestão de riscos na Agricultura Orgânica. IN: SIMPÓSIO INTERNACIONAL EM GESTÃO AMBIENTAL E SAÚDE, 1., 2005, Santo Amaro. Anais. Santo Amaro: SENAC, 2005.

LIMA, P. C.; MOURA, W. M.; SEDIYAMA, M. A. N.; SANTOS, R. H. S.; MOREIRA, C. L. Manejo da adubação em sistemas orgânicos. In: LIMA, P.C.; MOURA, W. M.; VENZON, M.; PAULA Jr, T.; FONSECA, M. C. M. (Eds.). Tecnologias para produção orgânica. Viçosa: EPAMIG Zona da Mata, 2011. p.69-106.

LOPES, C. A. Controle de doenças de plantas na olericultura orgânica: qual o tamanho do desafio? Horticultura Brasileira, v. 30, n. 3, p. 565-565, 2012.

LUCON, C. M. M.; CHAVES, A. L. R. Horta Orgânica. Biológico, v. 66, p. 59-62, 2004.

LUIZZA, M. W. et al. Local knowledge of plants and their uses among women in the Bale Mountains, Ethiopia. Ethnobotany Research & Applications, v. 11, n. 1, p. 315-39, 2013.

MENDES FERRÃO, J. E. Especiarias: cultura, tecnologia, comércio. Lisboa: IICT, 1993.

MERCÊ, A. L. R. et al. Complexes of arabinogalactan of Pereskia aculeata and Co2+, Cu2+, Mn2+ and Ni2+. Bioresource Technology, v. 76, n. 1, p. 29-37, 2001.

MIRANDA, E.; SILVA, M. A. S. da; ROSAS, C. A. R. de F.; CUNHA, L. A. G. Aplicação de diagnóstico rural participativo (DRP) no Assentamento Três Lagoas – Castro/PR: uma discussão sobre território e identidade. Geographia Opportuno Tempore, v. 1, n. 4, p. 36-46, 2015.

MONTEIRO, D. A.; PERESSIN, V. A. Cultura da araruta. In: CEREDA, M. P. (Coord.). Agricultura: tuberosas amiláceas Latino Americanas. São Paulo: Fundação Cargill, 2002. v. 2, p. 440-447.

MORATOYA, E. E.; CARVALHAES, G. C.; WANDER, A. E.; ALMEIDA, L. M. M. C. Mudanças no padrão de consumo alimentar no Brasil e no mundo. Revista de Política Agrícola, v. 22, n. 1, p. 72-84, 2013.

MOTA, I. de S. Calda bordalesa: utilidades e preparo. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste, 2008.

NEVES, M. C. P. Boas práticas agrícolas e a produção orgânica de frutas, legumes e verduras. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2005.

NEVES, M. C. P.; MEDEIROS, C. A. B.; ALMEIDA, D. L.; DE-POLLI, H.; RODRIGUES, H. R.; GUERRA, J. G. M.; NUNES, M. U. C.; CARDOSO, M. O.; AZEVEDO, M. S. F. R.; VIEIRA, R. C. M.; SAMINEZ, T. C. O. Agricultura orgânica: instrumento para a sustentabilidade dos sistemas de produção e valoração de produtos agropecuários. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2000.

NEVES, M. C. P.; NEVES, J. F. Agricultura orgânica e produção integrada: diferenças e semelhanças. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2007.

OLIVEIRA, E. R.; GABRIEL, A. M. A.; MONÇÃO, F. P.; FARIAS, M. F. L.; PEIXOTO, P. P. P.; RAMOS, M. B. M.; MOURA, L. V.; PEREIRA, T. L.; GANDRA, J. R.; SANTOS JUNIOR, E. A. Extensão universitária como estratégia de desenvolvimento na Comunidade Quilombola de Dourados/MS. Realização, v. 3, n.1, p. 35-44, 2016.

OLIVEIRA, E. R.; MONÇÃO, F. P.; RAMOS, M. B. M.; GABRIEL, A. M. A.; FARIAS, M. F. L.; MOURA, L. V. Práticas extensionistas no desenvolvimento sustentável da comunidade quilombola de Dourados, Mato Grosso do Sul. Em Extensão, v. 11, n. 2, p. 82-95, 2012.

OLIVEIRA, E. R.; MUNIZ, E. B.; GABRIEL, A. M. A.; MONÇÃO, F.; GANDRA, J. R.; GANDRA, E. R. de S.; PEREIRA, T. L.; SILVA, M. S. J. de; GOUVEA, W. S.; CARMO, A. A. do; PEDRINI, C. de A.; BECKER, R. A. S. Produção de feno orgânico como estratégia de suplementação volumosa para ruminantes produzidos nas comunidades rurais de Mato grosso do Sul. Realização, v. 4, n. 8, p. 87-97, 2017.

PEIXOTO, M. Extensão rural no Brasil: uma abordagem histórica da legislação. Brasília: Consultoria Legislativa do Senado Federal, 2008.

PENTEADO, S. R. Agricultura orgânica. Piracicaba: ESALQ, 2001.

PEREIRA, J.; CIACCO, C. F.; VILELA, E. R.; TEIXEIRA, L. de S. Fermented starch in the biscuit manufacturing: alternative sources. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 19, n. 2, p. 287-293, 1999.

SILVA, A. P. G; SILVA, G. G. Planejando e executando o dia de campo. Recife: Instituto Agronômico de Pernambuco, 2013.

SOUZA, M. M. O. de. A utilização de metodologias de diagnóstico e planejamento participativo em assentamentos rurais: o diagnóstico rural/rápido participativo (DRP). Em Extensão, v. 8, n. 1, p. 34-47, 2009.

SOUZA, J. L.; RESENDE, P. Manual de horticultura orgânica. 2. ed. Viçosa, MG: Aprenda Fácil, 2003.

VALENTE B. S.; XAVIER E. G.; MORSELLI T. B. G. A.; JAHNKE D. S.; BRUM JR, B.S.; CABRERA B. R.; MORAES, P. O.; LOPES, D. C. N. Fatores que afetam o desenvolvimento da compostagem de resíduos orgânicos. Archivos de Zootecnia, v. 58, n. 1, p. 59-85. 2009.

VENZON, M.; OLIVEIRA, R. M.; BONOMO, I. S.; PEREZ, A. L.; RODRIGUEZ-CRUZ, F. A.; OLIVEIRA, J. M.; PALLINI, A. Manejo de ácaros-praga em sistemas orgânicos de produção. In: VENZON, M.; OLIVEIRA, R. M., BONOMO, I. S.; PEREZ, A. L.; RODRIGUEZ-CRUZ, F. A.; OLIVEIRA, J. M.; PALLINI, A. (Eds.) Controle alternativo de pragas e doenças na agricultura orgânica. Viçosa: EPAMIG, 2010. p.197-211.

VERDEJO, M. E. Diagnóstico Rural Participativo: um guia prático. Brasília: Secretaria da Agricultura Familiar SAF/MDA, 2006.

VICH, D. V.; MIYAMOTO, H. P; QUEIROZ, L. M.; ZANTA, V. M. Household foodwaste composting using a small-scale composter. Revista Ambiente & Água, v. 12, n. 5, p. 718-729. 2017.

WANG, S. H. et al. Características tecnológicas y sensoriales de fideos fortificados con diferentes niveles de harina de hojas de ora-pro-nobis (Pereskia aculeata Mill). Alimentaria, v. 276, n. 9, p. 91-96, 1996.

Downloads

Publicado

30/06/2020

Como Citar

Toledo, M. Z., Santos, E. B. dos, Paula, E. H. L. de, Rigato, G. A., Romeiro, H. F., Jorge, H. P. G., Manzoni, L. L. H., Saracho, L. C. da S., Dobler Filho, R. C., & Felipus, T. M. (2020). Práticas de extensão na olericultura orgânica em Dourados-MS. RealizAção, 7(13), 34–52. https://doi.org/10.30612/realizacao.v7i13.10811

Edição

Seção

Artigos