O debate ambiental e a construção de um conhecimento: paradigma moderno em questão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/mvt.v8i15.12891

Palavras-chave:

Meio ambiente. Paradigma. Ecologia.

Resumo

O objetivo deste trabalho consiste em analisar como o debate ambiental tem produzido um novo tipo de conhecimento. Argumentamos que tal movimento cria um conjunto de categorias por meios das quais o mundo passa a ser representado, explicado e modificado. A metodologia utilizada para a realização deste artigo foi a pesquisa bibliográfica. Após análise crítica dos textos, selecionamos e analisamos os que se mostraram referências relevantes na construção do saber ambiental. Inicialmente demonstramos que este saber parte da constatação de um conjunto de crises, as quais se entrelaçam e se associam ao paradigma moderno, o qual oferece termos para a separação do homem e da natureza, investindo o primeiro na posição de senhor, dominador e explorador e segunda com objeto de exploração. O saber ambiental questionara várias das premissas modernas, entre os quais se destaca a redução da razão à sua função técnico-instrumental, os limites de um conhecimento mecanicista e linear e a ilusão de crescimento econômico ilimitado. Por fim, analisamos as bases do saber ecológico, o qual toma como justificativa a ideia de crise, se coloca como alternativa ao paradigma moderno e apresenta como premissa principal a produção de um saber capaz de compreender os fenômenos sociais, políticos, econômicos, biológicos e ambientais em suas relações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josimar Priori, Instituto Federal do Paraná

Doutor em Sociologia Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Mestre e graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professor do Instituto Federal do Paraná – Campus Paranavaí. E-mail: josimarpriori@hotmail.com

Referências

ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

ADORNO, Theodor. Prefácio. In: ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

BOFF, Leonardo. Ecologia: Grito da Terra, Grito dos Pobres. Rio de Janeiro: Sextante, 2004.

CAPRA, Fritjof. O Ponto de Mutação: a ciência, a sociedade a cultura emergente. São Paulo: cultrix, 2006.

DOWBOR, Ladislau. A Era do Capital Improdutivo: Por que oito famílias tem mais riqueza do que a metade da população do mundo? São Paulo: Autonomia Literária, 2017.

KUHN, Thomas. Estrutura das Revoluções Científicas. 5. Ed. São Paulo: Perspectiva, 1998.

LÖWY, Michel. O que é ecossocialismo? 2. Ed. São Paulo: Cortez, 2014.

MARQUES, Luiz. Capitalismo e Colapso Ambiental. 2. Ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 2016.

Downloads

Publicado

23/05/2022

Como Citar

Priori, J. (2022). O debate ambiental e a construção de um conhecimento: paradigma moderno em questão. MovimentAção, 8(15), 100–119. https://doi.org/10.30612/mvt.v8i15.12891