Nossa (cordial) revolução: o legado dos desterrados em sua própria terra

Breno Mendes

Resumo


Neste artigo o autor abordará algumas das principais categorias propostas por Sérgio Buarque de Holanda em Raízes do Brasil, tais como, a “cordialidade” e a “nossa revolução”. Uma incursão na influência historicista da obra em análise desembocará na importância do lugar social de onde Sérgio Buarque redigiu Raízes do Brasil e na sua proposta de superação do passado. Por fim, será ensaiada uma articulação entre conceitos propostos por R. Koselleck e F. Nietzsche na escrita de Holanda.

Palavras-chave


Historiografia brasileira. Sérgio Buarque de Holanda. Cordialidade.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.