O trabalho nos campos de Sisal do município de Valente-Bahia nas décadas de 1970 e 1980

Cassiano Ferreira Nascimento

Resumo


A exploração comercial do sisal na Bahia, desde que foi iniciada em fins da década de 1930, ocorreu às margens da legislação trabalhista vigente. A introdução de uma nova máquina no primeiro beneficiamento da planta, em meados da década de 1950, ocasionou a reestruturação da organização do trabalho, mantendo essa atividade reduzida aos campos de sisal. Por meio da análise de entrevistas com trabalhadores rurais e das parcas fontes escritas encontradas, o presente artigo analisa a prática do trabalho nos campos de sisal do município de Valente, nas décadas de 1970 e 1980, focalizando as relações de trabalho, sua estrutura e os riscos dessa atividade, como a mutilação de dedos, mãos e braços, que até a primeira metade dos anos 1980 vitimou pelo menos mil e duzentos trabalhadores.

Palavras-chave


Trabalho. Sisal. Valente-Bahia.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.