Tropa de Elite: Realidade ou Narcisismo às Avessas?

Ricardo Corrêa Peixoto

Resumo


O presente texto tem como força motriz, o firme desejo em promover a confrontação entre as concepções moralistas e inflexíveis, em relação ao trato dos usuários de drogas apresentados no filme, cuja truculência e implacabilidade inviabiliza o diálogo e, por conseguinte, um melhor entendimento dessas “anomalias” que não são meramente questões urbanas, sociais, culturais, mas transitam nas dimensões existenciais da humanidade em todo globo e em todos os tempos, deixando inequívoco que se quisermos erradicar o uso de drogas através das armas é melhor que sejam atômicas e bem potentes, ou então devemos encontrar outras maneiras de lidar com nossos espectros sem demonizálos, sem também lançar na fogueira nossos hereges contemporâneos.

Palavras-chave


Monólogo. Realidade. Transcendência.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.