Variação têmporo-espacial da temperatura do ar no perímetro urbano de Ponte Nova, na Zona da Mata Mineira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/rel.v12i24.12272

Palavras-chave:

Temperatura do ar, Ponte Nova-MG e Variação sazonal., Procedimentos Metodológicos

Resumo

O estudo da variação da temperatura do ar no meio intra-urbano, vem aumentando, porém, estes estudos ainda são parcos, principalmente, em sítios Sítios de relevo acidentado como os de mares de morros, onde os efeitos locais, tais como sombreamento e brisas são pouco conhecidos. Este trabalho busca compreender a variação da temperatura do ar e sua relação com a mudança da situação sinóptica entre o período de fevereiro de 2017 e janeiro de 2018, para cinco pontos fixos instalados em Ponte Nova-MG, cujas observações foram a partir de registros horários dos valores térmicos horários. Além disso, foi realizado o cálculo do fator de obstrução do céu, que foi correlacionado com os dados de temperatura do ar para os meses considerados representativos das estações do verão, outono, inverno e primavera. Além disso, a variação das diferenças térmicas foi observada de acordo com a atuação dos sistemas sinópticos, segundo a proposta de Borsato (2006). As maiores diferenças foram registradas no intervalo entre 15h00min e 16h00min, correspondendo a 98% das ocorrências. Os maiores valores térmicos observados foram coincidentes com a área mais dinâmica e adensada da cidade, embora os índices de SVF não tenham apresentado alta correlação com os dados registrados indicando haver outros fatores de influência na conformação do microclima local.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Soares Fialho, Universidade Federal de Viçosa

Professor Associado II do Departamento de Geografia. Coordenador do Laboratório de Biogegorafia e Climatologia (Bioclima). Professor do Programa de Pós-graduação em Geografia da UFV e UFES.

Rodson Andrade Allocca, Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais e Sociedade Educaional Montessori Universidade Federal de Viçosa, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Geogradia da Universidade Federal do Espírito Santo.

Larissa Galvão Fontes dos Santos, Universidade Federal de Viçosa

Bolsista de Iniciação científica - Acadëmicac do 7 período em Licenciatura em Geografia da Universidade Federal de Viçosa.

Welerson Machado Silva, Universidade Federal de Viçosa

Licenciado em Geografia pela Universidade Federal de Viçosa. Ex-Bolsista do PIBID. Mestrando no Programa de Pós graduação em Geografia da Universidade Federal de Viçosa.

Crislaine de Oliveira Jesus Luz, Universidade Federal de Viçosa

Bolsista de Iniciação científica - PIBIT. Acadëmica do curso de Licenciatura em Geografia da Universidade Federal de Viçosa

Referências

AB’SÁBER, A. N. Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editora, 2003p.

ALLOCA, R. A. Análise do campo térmico na área urbana de Ponte Nova, Minas Gerais. 1590f. Dissertação (Mestrado em Geografia)–Centro de Ciências Humanas e Naturais da UFES. Vitória, 2018. Disponível em <http://repositorio.ufes.br/bitstream/10/10673/1/tese_12778_Disserta%C3%A7%C3%A3o_Final%20%28Vers%C3%A3o%20Digital%29.pdf>. Acesso em 16 mai. 2020.

ALLOCA, R. A.; OLIVEIRA, W. D.; FIALHO, E. S. O uso do sky view factor na análise do campo térmico noturno, em episódio de verão, no perímetro urbano, do município de Ponte Nova – MG, na Zona da Mata Mineira. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA, 13, 2018. Minas Gerais, Anais..., Juiz de Fora: ABCLIMA/UFJF, 2018. Disponível em http://www.abclima.ggf.br/sbcg2018/site/anais/arquivos/18/0df85354d00b0e3d7a1b2f0255eed4af.pdf >. Acesso em 19 mai. 2020.

ALLOCCA, R. A.; FIALHO, E. S. O campo térmico no perímetro urbano de Ponte Nova-MG (Zona da Mata Mineira), em situações sazonais de verão e Inverno, no ano de 2017. Revista Brasileira de Climatologia, Curitiba-PR, v. 24, n. 15, p. 300-329, 2019. Disponível em https://revistas.ufpr.br/revistaabclima/article/view/60753 . Acesso em 25 mai. 2020.

ALVES, R. S.; FIALHO, E. S. SILVA, A. C. S. Uma análise comparada de parâmetros climáticos em situação de inverno (2011), ao longo do perfil Ubá-Ponte Nova, na Zona da Mata Mineira. Revista Acta Geográfica, Boa Vista-RR, Ed. Especial. Climatologia Geográfica, p. 87-100, 2012. Disponível em <https://revista.ufrr.br/actageo/article/view/1096>. Acesso em 12 mai. 2020.

ALVES, R. S. Interações entre fatores e elementos do clima no percurso Ponte Nova – Viçosa – Ubá, Zona da Mata Mineira: identificação de diferentes ambientes termohigrométricos. 2015. 79 f. Monografia (Bacharel em Geografia) – Departamento de Geografia, Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2015. Disponível em <http://www.geo.ufv.br/wp-content/uploads/2015/12/Rafael-de-Souza-Alves.pdf>. Acesso em 25 mai. 2020.

ANANIAS, D. S.; SOUZA, E. B.; SOUZA, P. F. S.; SOUZA, A. M. L.; VITORINO, M. I.; TEIXEIRA, G. M.; FERREIRA, D. B. Climatologia da estrutura vertical da atmosfera em novembro para Belém - PA. Revista Brasileira de Meterologia, São Paulo, v. 25, n. 2, p. 218-226, 2010. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/rbmet/v25n2/a06v25n2.pdf . Acesso em 26 mai. 2020.

ARMANI, G. Análise topo e microclimática tridimensional de uma microbacia hidrográfica de clima tropical úmido de altitude. 134f. v. 1. Tese (Doutorado e Geografia Física). Faculdade de Filosofia, Ciência, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Departamento de Geografia. Universidade de São Paulo, 2009. Disponível em <https://teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-02022010-145510/pt-br.php>. Acesso em 25 mai. 2020.

ASSIS, F. N.; ARRUDA, H. V.; PEREIRA, A. R. Aplicações de estatística à climatologia. Pelotas: Editora Universitária UFPEL, 1996, 167p.

BORSATO, V. A dinâmica climática do Brasil e massas de ares. Curitiba: CRV, 2016.

COLLISCHONN, E. O fator de visão do céu e sua influência sobre as características térmico-higrométricas intraurbanas em Pelotas/RS, Brasil. Geographia Meridionalis, Pelotas-RS, v. 1, n. 1, p.160–178, 2015. Disponível em <https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/Geographis/article/view/5716>. Acesso 26 mai. 2020.

CHN - Centro de Hidrologia e Navegação da Marinha do Brasil. Cartas sinóticas da Marinha. Disponível em https://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm-cartas-sinoticas/cartas-sinoticas . Acesso em 10 mai. 2020.

FERNANDES, L. A. Ambientes urbanos e fatores naturais na conformação das condições climáticas no período de inverno em Viçosa/MG. Revista de Ciências Humanas, Viçosa, v. 15, n. 2, p. 366-380, 2015. Acesso em <https://www.locus.ufv.br/handle/123456789/13076>. Acesso em 10 mai. 2020.

FERNANDES, L. A.; BRANDÃO, L. P.; FIALHO, E. S. The Relationship between the Geoecological and Anthropic Aspects for the Conformation of the Urban Climate of Viçosa-MG in the Synotic Situation of Stability in 2015. Climate, New York, v. 5, n. 2, p. 1-10, 2017. Disponível em <https://www.mdpi.com/2225-1154/5/2/35>. Acesso em 24 mai. 2020.

FERREIRA, G. R.; FIALHO, E. S. Campo térmico x fator de visão do céu: estudo da área central do município de Viçosa - MG em episódios de outono e inverno/2014. Boletim Gaúcho de Geografia, Porto Alegre-RS, v. 43, n.1, p. 247-271, 2016. Disponível em <https://seer.ufrgs.br/index.php/bgg/article/view/53920>. Acesso em 15 mai. 2020.

FIALHO, E. S. Análise têmporo-espacial na Ilha do Governador-RJ em situações sazonais de verão e inverno. 164 f. Dissertação (Doutorado em Geografia), Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza-CCMN, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

FIALHO, E. S.; NASCIMENTO, R. A.; SILVA, C. H.; SILVA, L. O. Compreendendo a dinâmica das enchentes e suas repercussões no médio e baixo vale da bacia hidrográfica do rio Piranga em dezembro de 2008. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA, 9, 2010. Ceará, Anais..., Fortaleza: ABCLIMA/UFC, 2010. Disponível em < https://www.researchgate.net/publication/276273659_COMPREENDENDO_A_DINAMICA_DAS_ENCHENTES_E_SUAS_REPERCUSSOES_NO_MEDIO_E_BAIXO_VALE_DA_BACIA_HIDROGRAFICA_DO_RIO_PIRANGA_EM_DEZEMBRO_DE_2008_1>. Acesso em 19 mar. 2020.

FIALHO, E. S. Ilha de calor em cidade de pequeno porte: Caso de Viçosa, na Zona da Mata Mineira. 259f. Tese (Doutorado em Geografia Física) Faculdade de Filosofia, Ciência, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo, 2009. Disponível em <https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-22022010-154045/pt-br.php>. Acesso em 26 mai. 2020.

FIALHO, E. S.; ALVES, R. S.; LOPES, D. I. Clima e sítio na Zona da Mata Mineira: Uma análise em episódio de verão. Revista Brasileira de Climatologia, Curitiba-PR, v. 7, n. 8, p. 118-136, 2011.

FIALHO, E. S.; PAULO, M. L. S. Clima e sítio: A variabilidade termohigrométrica, ao longo do transeto Ponte Nova-Ubá, na Zona da Mata Mineira-Brasil. In: SILVA, C. A.; FIALHO, E. S.; STEIINKE, E. T. (Orgs.).: Experimentos em Climatologia Geográfica. Dourados: EdUFGD, p. 107-128, 2014, 391p.

FIALHO, E. S. As repercussões da expansão da mancha urbana na dinâmica climática local de Viçosa-MG. Revista de Ciências Humanas, Viçosa-MG, v. 15, n. 2, p. 301-323, 2015. Disponível em <https://www.locus.ufv.br/handle/123456789/13099>. Acesso em 15 mai. 2020.

FIALHO, E. S. PAULO, M. L. Clima e sítio: A variabilidade termohigrométrica, ao longo do transeto Ponte Nova-Ubá, na zona da Mata Mineira/Brasil. In: SILVA, C. A.; FIALHO, E. S. STEINKE, E. T. (orgs).: Experimentos em Climatologia Geográfica. Dourados-MS: Ed.UFGD, p. 107-128, 2014, 392p.

FIALHO, E. S.; QUINA, R. R.; ALVES, R. S.; MIRANDA, D. E. C. O campo térmico em situação sazonal de verão, no município de Viçosa-MG. Revista Geografias, Belo Horizonte-MG, Edição Especial IIISEGEO, p. 80-98, 2015. Disponível em <https://periodicos.ufmg.br/index.php/geografias/article/view/15836>. Acesso em 10 mai. 2020.

FIALHO, E. S.; QUINA, R. R. Análise das diferenças térmicas entre o campo e a cidade em situação sazonal de verão, em 2014, no município de Viçosa (MG). Revista Entre-Lugar, Dourados-MS, v. 7, n. 14, 2016. Disponível em <http://ojs.ufgd.edu.br/index.php/entre-lugar/article/view/8145>. Acesso em 26 mai. 2020.

FIALHO, E. S.; CELESTINO, E. J.; QUINA, R. R. O campo térmico em situação episódica de primavera em uma cidade de pequeno porte, na zona da mata mineira: um estudo de caso em Cajuri-MG. Revista de Geografia, Recife-PE, v. 33, n. 4, p. 299-318, 2016. Disponível em <https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistageografia/article/view/229300>. Acesso em 25 mai. 2020.

FIALHO, E. S.; QUINA, R. R. O campo térmico no município de Viçosa-MG, Brasil, durante o período de verão (2014/2015) e inverno (2015).Revista de Geografia e Ordenamento do Território, Lisboa, n. 12, p. 127-151, 2017; Disponível em <http://cegot.org/ojs/index.php/GOT/article/viewFile/2017.12.006/pdf>. Acesso em 17 mai. 2020.

GEIGER, R. Influências das formas do relevo no microclima. In: Manual de microclimatologia: o clima da camada de ar junto ao solo. Lisboa: Fundação Caloust Gulbenkian, 1980. p. 382-474.

HAMMER, O., HARPER, D., RYAN, P. D. Past: Pacote de software de estatísticas paleontológicas para educação e análise de dados. Palaeontologia Electronica 4 (1): 9pp. 2001. Disponível em: <http://palaeo-electronica.org/2001_1/past/issue1_01.htm>. Acesso em: 8 jun. 2020.

JARDIM, C. A.; FERREIRA, M. A correlação dos fatos geográficos em climatologia e partir da noção de “sítio” e “situação”. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEÓGRAFOS DA AMÉRICA LATINA, 5., São Paulo. Anais..., São Paulo: Universidade de São Paulo, p. 7099-7111, 2005. Disponível em <http://observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal10/Procesosambientales/Climatologia/06.pdf>. Acesso em 25 mai. 2020.

JUNIOR, C. S. Mapbiomas. MapBiomas General “Handbook”, v. 1, p. 15, 2017.

LANDSBERG, H. E. O Clima das cidades. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo, v. 18, p. 95–111, 2006.

MACHADO, F. L. V.; JARDIM, C. H. Indicadores climáticos de degradação ambiental em áreas urbanas: o aglomerado da serra em Belo Horizonte – MG. In: SILVA, C. A.; FIALHO, E. S. STEINKE, E. T. (orgs).: Experimentos em Climatologia Geográfica. Dourados-MS: Ed.UFGD, p. 107-144, 2014, 392p.

MARCHI, O. A. M.; CALIJURI, M. L.; COSTA, S. H. G.; LUGÃO, W. G.; SOUZA, P. J. A.; Leitura e Caracterização da Paisagem em Auxílio ao Planejamento da Ocupação Urbana de Ponte Nova – MG. Natureza & Desenvolvimento, Viçosa-MG, v. 1, n. 1, p. 41-50, 2005. Disponível em <http://www.cbcn.org.br/arquivos/p_leitura_nova-mg_1379590217.pdf>. Acesso em 26 mai. 2020.

MENDONÇA, F., DANNI-OLIVERIA, I. M. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. Editora Oficina de texto. São Paulo. 2007. 206p.

OLIVEIRA, W. D. O campo térmico do distrito de Carapina-Serra-ES: Estude de caso em áreas litorâneas. 200f. Dissertação (Mestrado em Geografia)–Centro de Ciências Humanas e Naturais da UFES. Vitória, 2018. Disponível em http://repositorio.ufes.br/jspui/handle/10/10886. Acesso em 16 mai. 2020.

PAULO, M. L.; ALVES, R. S. Variação termo-higrométrica nos meses de verão ao longo do percurso Ponte Nova-Ubá, na Zona da Mata Mineira. Revista de Ciências Humanas, Viçosa-MG, v. 15, n. 2, p. 381-396, 2015. Disponível em <https://www.locus.ufv.br/handle/123456789/13282>. Acesso em 16 mai. 2020.

PONTE NOVA, Plano Diretor Estratégico de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Município de Ponte Nova (PLEDS) – LEI 2.685/2003, disponível emhttp://sapl.pontenova.mg.leg.br/sapl_documentos/norma_juridica/62_texto_integral, Acessado em 18 de junho de 2017.

SANCHES, F. O.; FERNANDES, E.; FERREIRA, R. V.; FIRMINO, G. V.; ALVES, M. O. Contribuição ao estudo do clima urbano em Uberaba-MG. Revista Brasileira de Climatologia, Curitiba, Ano 14. Edição Especial – Dossiê Climatologia de Minas Gerais. p. 87-109, 2018. Disponível em <https://revistas.ufpr.br/revistaabclima/article/view/60447>. Acesso em 25 mai. 2020.

SILVA, L. A. O.; FIALHO, E. S. Problemas ocasionados pela enchente de dezembro de 2008. In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 13, 2009, Viçosa-MG, Anais..., Minas Gerais: UFV, 2009. Disponível em: http://www.geomorfologia.ufv.br/simposio/simposio/trabalhos/trabalhos_completos/eixo8/034.pdf . Acesso em 12 mai. 2020

SILVA, L. A. O. A Desorganização do Espaço Urbano em Ponte Nova (MG) Frente às Grandes Enchentes de 1951, 1979, 1997 e 2008. 66f. Dissertação (Monografia em Geografia). Curso de Geografia. Departamento de Geografia, Universidade Federal de Viçosa, UFV, Viçosa – MG, 2009. Disponível em <http://www.novoscursos.ufv.br/graduacao/ufv/geo/www/wp-content/uploads/2013/08/Leonardo-Alves-de-Oliveira.pdf>. Acesso em 26 mai. 2020.

SILVA, L. A. Os fatores intensificadores das enchentes/Inundações no Médio e Baixo Rio Piranga-MG. 150f. Dissertação (Mestrado em Geografia). Programa de Pós- graduação em Geografia – Tratamento da Informação Espacial – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC (MG), Belo Horizonte – MG, 2014.

SILVA, L. A. O.; CASTRO, J. F. M.; BUENO, G. T. Fatores intensificadores das enchentes/inundações no médio e baixo rio Piranga – MG. Revista CLIMEP – Climatologia e Estudos da Paisagem, Rio Claro, v. 9, n. 1, p. 18-41, 2016. Disponível em: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/climatologia/index. Acesso em 12 mai. 2020.

XAVIER, T. de M. B. S.; XAVIER, A. F. S. Classificação e Monitoração de Períodos Secos e Chuvosos e Cálculo de Índices Pluviométricos para a região Nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Engenharia/Cadernos de Recursos Hidricos, Rio de Janeiro, v.5, n. 2, p.7-31, 1987.

Downloads

Publicado

30/12/2021

Como Citar

Fialho, E. S., Allocca, R. A., Santos, L. G. F. dos, Silva, W. M., & Luz, C. de O. J. (2021). Variação têmporo-espacial da temperatura do ar no perímetro urbano de Ponte Nova, na Zona da Mata Mineira. Revista Entre-Lugar, 12(24), 209–243. https://doi.org/10.30612/rel.v12i24.12272

Edição

Seção

Seção Temática