Inclusão em educação: reflexões sobre democracia, sociedade e escola contemporânea à luz da teoria crítica

Autores

  • Patrícia Ferreira de Andrade Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRuralRJ)
  • Andressa Silva Pereira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Allan Rocha Damasceno Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro https://orcid.org/0000-0003-0577-805X

DOI:

https://doi.org/10.30612/eduf.v10i30.11864

Palavras-chave:

Inclusão, Escola, Teoria Crítica

Resumo

A partir da década de noventa, em esfera nacional e internacional, a inclusão em educação se fortalece com inúmeras Políticas públicas educacionais que fundamentam a tríade: acesso, permanência e sucesso escolar. Para isso, os sistemas de ensino precisam se (re) organizar para a consolidação de espaços democráticos. Nessa perspectiva, vale o questionamento: será que todos desejam uma educação democrática? Assim, este estudo objetivou refletir/debater a escola e a sociedade à luz da Teoria Crítica, tendo como lente analítica o pensamento do filósofo Theodor Adorno, e de seus comentadores, de modo que problematizamos as amarras da sociedade, pois nos damos conta que a estrutura socioeconômica autoritária que vivemos obstaculiza a emancipação e, por conseguinte, a construção de escolas que celebrem as diferenças. Debruçando-nos sob tal ótica, percebemos que a inclusão em educação é a afirmação de um projeto educacional democrático, que reconhece as demandas específicas de cada estudante, trabalhando numa pedagogia onde a escola é quem deve adaptar-se ao estudante e nunca o inverso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Ferreira de Andrade, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRuralRJ)

Doutoranda em Educação pelo PPGEduc (Programa de Pós-Graduação em Educação Contextos Contemporâneos e Demandas Populares) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRuralRJ). Professora I Educação Especial do Município de Duque de Caxias/RJ.

Andressa Silva Pereira, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Mestre em Educação pelo PPGEduc (program de Pós-graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRuralRJ). Professora de Educação Especial do município de Mesquita/RJ.

Allan Rocha Damasceno, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Allan Damasceno têm sua área de formação inicial em Licenciatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É Especialista em Educação Especial pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Orientador Educacional e Supervisor Escolar, atuando na perspectiva da constituição/organização da escola democrática/inclusiva. Mestre e Doutor em Educação, cujas pesquisas possuem ênfase na modalidade de ensino Educação Especial, pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Realizou estágio pós-doutoral na Universidade Federal do Paraná (UFPR), pioneira na inclusão de pessoas com deficiência no Ensino Superior do Brasil. É Professor Associado do Instituto de Educação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRuralRJ), onde está vinculado institucionalmente ao Departamento de Educação do Campo, Movimentos Sociais e Diversidade (DECMSD). Foi o fundador e Coordena o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Educação, Diversidade e Inclusão (LEPEDI). Integra o Observatório Estadual de Educação Especial do Rio de Janeiro (OEERJ), vinculado ao Observatório Nacional de Educação Especial (ONEESP). Atua no Programa de Pós-graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc) na linha de pesquisa "Desigualdades Sociais e Políticas Educacionais", e no Programa de Pós-graduação em Educação Agrícola (PPGEA) na linha de pesquisa "Gestão e Educação do Ensino Agrícola", ambos da UFRuralRJ. É Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial (ABPEE). Seus interesses em pesquisa concentram-se na área de Educação e Diversidade, com ênfase nas Políticas Públicas em Educação Inclusiva, Organização do Trabalho Escolar, Formação de Professores e Políticas de Formação, realizando estudos acerca da(o): Inclusão em educação: Políticas públicas e movimentos instituintes; Formação de professores na/para diversidade e inclusão em educação; Educação, Direitos Humanos e Diversidade(s): Inclusão & Pluralidade(s)

Referências

ADORNO, T.W. Educação e emancipação. São Paulo: Paz e Terra, 1995.

___________. Minima Moralia. Trad. de Luiz Eduardo Bicca. 2. ed. São Paulo: Ática, 1993.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir (Org.). Pós-Neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995. Pp 09-23.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva.Brasília: MEC/SEESP, 2008.

COSTA, Valdelúcia Alves da. Formação e Teoria Crítica da Escola de Frankfurt: trabalho, educação, indivíduo com deficiência. Niterói, EdUFF, 2005.

______. Educação escolar inclusiva: Demanda por uma sociedade democrática. Revista Cadernos de Educação Especial: nº 22, pp.3, 2003.

______. Formação de professores e sua relação com a educação inclusiva: desafios à experiência teórica na práxis pedagógica. Revista Educação Especial, Santa Maria, v.28, n. 52, Pp. 405-416, maio/ago. 2015. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.5902/1984686X9628>. Acesso em: 15/02/2020.

DAMASCENO, A. R. Educação Inclusiva e a Organização da escola: perspectivas críticas e desafios políticos do projeto pedagógico. Rio de Janeiro: Abrace um Aluno Escritor: CAPES, 2015.

HORKHEIMER, M. Teoria Tradicional e Crítica. Filosofia e Teoria Crítica. São Paulo: Nova Cultural, 1991.

___________ &ADORNO, T. W. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Tradução de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar.1985.

MORAES, M. C. M., DUAYER, M. A recelebração do mercado: repercussões nas ciências sociais e na história. 1995. (mimeog).

PEREIRA, A. S. Formação de professores para o atendimento educacional especializado (AEE): diálogos e fronteiras da educação especial á inclusão escolar em Nova Iguaçu/RJ. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como exigência para a obtenção da Graduação em Pedagogia pela Faculdade de Educação, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2014.

SAWAIA, B. B. 1999. As Artimanhas da exclusão – Análise psicossocial e ética da desigualdade social. Rio de Janeiro, Editora Vozes.

SANTOS, M. A aceleração contemporânea: tempo mundo e espaço mundo. In: SANTOS, M., SOUZA, M. A., SCALARTO, F. C., ARROYO, M. (Orgs). Fim do século e Globalização. São Paulo: Hucitec, 1995. p.16-45.

THERBORN, G. A crise e o futuro do capitalismo. In: SADER, E., GENTILLI, P. (Orgs). Pós neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995. Pp.39-53.

Downloads

Publicado

04/12/2020

Como Citar

Andrade, P. F. de, Pereira, A. S., & Damasceno, A. R. (2020). Inclusão em educação: reflexões sobre democracia, sociedade e escola contemporânea à luz da teoria crítica. Educação E Fronteiras, 10(30), 200–211. https://doi.org/10.30612/eduf.v10i30.11864

Edição

Seção

Dossiê “Neoconservadorismo e Educação: reflexões sobre justiça social, inclusão e democracia”