O programa Minha Casa Minha Vida e seus desdobramentos socioespaciais: os novos vetores da produção do espaço em cidades médias brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5418/ra2021.v17i34.15428

Palavras-chave:

Ciências humanas, desigualdades socioespaciais, Programas sociais, Urbanização

Resumo

A resenha do livro traz um interface com as pesquisas já realizadas e/ou em andamento com o intuito de promover reflexões sobre o processo de (re)produção do espaço urbano nas cidades médias a partir da atuação da política nacional habitacional do Programa Minha Casa Minha Vida, visando compreender os seus socioespaciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

EDMILSON BATISTA SANTANA, UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS-UFGD

GRADUADO EM GEOGRAFIA PELA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS), MESTRE EM GEOGRAFIA PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS (UFGD) E, ATUALMENTE, DOUTORANDO EM GEOGRAFIA PELA MESMA INSTITUIÇÃO.

Referências

CALIXTO, M. J. M. S. RÉDON, S. M. O Programa minha casa minha vida e seus desdobramentos socioespaciais: os novos vetores da produção do espaço em cidades médias brasileiras. 1. ed. -- Porto Alegre, RS: TotalBooks, 2021.

CORRÊA. R. L. Sobre agentes sociais, escala e produção do espaço: um texto para discussão. IN: CARLOS, Ana Fani Alessandri; SOUZA, Marcelo Lopes de; SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. (Orgs.). A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios. – 1 ed., 4ª reimpressão. – São Paulo: Contexto, 2016. p. 41-51

Downloads

Publicado

10/05/2022

Como Citar

SANTANA, E. B. (2022). O programa Minha Casa Minha Vida e seus desdobramentos socioespaciais: os novos vetores da produção do espaço em cidades médias brasileiras. Revista Da ANPEGE, 17(34), 87–89. https://doi.org/10.5418/ra2021.v17i34.15428