O interesse é no minério: o neoextrativismo ultraliberal marginal e a ameaça de expansão da fronteira mineral pelo governo Bolsonaro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5418/ra2020.v16i29.12457

Palavras-chave:

Mineração, Governo Bolsonaro, Política Mineral, Neoextrativismo

Resumo

O presente artigo objetiva analisar a política mineral brasileira do governo Bolsonaro e identificar as mudanças e permanências em relação aos governos antecessores, em particular de Michel Temer. Para isso, conta-se com análises de dados quantitativos e qualitativos do primeiro ano e meio do governo. Mas, sobretudo, pesquisam-se os discursos do presidente e seus comandados para se entender as ações estatais e as políticas dos órgãos ligados à política mineral, como a Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (SGM) e a Agência Nacional de Mineração (ANM); a proposta de liberação da mineração em Terras Indígenas; e os mitos e verdades sobre a exploração de nióbio. Concluímos que o Brasil segue a implementar o modelo de desenvolvimento neoextrativista, orientado para rápida e massiva exploração dos recursos naturais para exportação, mas agora associado a políticas econômicas ultraliberais, privatistas e de desregulação, acrescentado por ações marginais do próprio Estado: coniventes com crimes; promotor de inconstitucionalidades, práticas antidemocráticas e fake news; além de realizador de ameaças recorrentes a opositores, às instituições da república e aos direitos das minorias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Jardim Wanderley, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Docente do Departamento de Geografia da Universidade Federal Fluminense e do Programa de Pós-graduação em Geografia da Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ-FFP)

Ricardo Junior de Assis Fernandes Gonçalves, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Professor do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Goiás (UEG).

Bruno Milanez, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Professor do Departamento de Engenharia de Produção e do Programa de Pós-Graduação em Geografia Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Referências

ACRITICA, Justiça Anula 96% dos pedidos de Mineração em Terras Indígenas no AM. 16/09/2020.

ACSELRAD, H. Políticas territoriais, empresas e comunidades: o neoextrativismo e a gestão empresarial do “social”. Rio de Janeiro: Garamond, 2018.

ANGELO, M. Diretor da Agência Nacional de Mineração defende “guilhotina regulatória” para o setor mineral em parceria com a OCDE. Observatório da Mineração, 11/06/2020.

AGÊNCIA CÂMARA DE NOTÍCIAS. Maia afirma que mineração em terras indígenas precisa ser melhor discutida. Agência Câmara de Notícias, 12/5/2020.

APIB, Nota de repúdio contra o Projeto de Lei nº 191/20, que regulamenta exploração de bens naturais nas terras indígenas. 12/fev/2020.

ANJOS et al, A mineração em terra indígena com nome, sobrenome e CNPJ. A Pública, 20/02/2020.

ANM. ANM interdita 47 barragens por falta de declaração de estabilidade. ANM, 02/04/2020, 2020a.

______. Plano de Lavra: Desenvolvimento da Mineração. Brasília-DF: ANM, 2020b.

______ Edital de disponibilidade de áreas vai a consulta pública. ANM, 04/06/2020, 2020c.

______ Plano Lavra ANM. Desenvolvimento da Mineração. Apresentação ANM, 2020d. Disponível em: http://www.anm.gov.br/noticias/plano-lavra-busca-fomentar-o-setor-mineral-com-acoes-desburocratizantes/plano-lavra.

______. Nota Técnica Resultado Consolidado das Declarações de Condição de Estabilidade. Brasília-DF: ANM, 2019b.

______. Planejamento e Estratégias para 2019: Novas Perspectivas. MME, Brasília, 2019a.

______. Desempenho do setor mineral: Goiás e Distrito Federal. DNPM - 6° DS/GO, 2017.

ANP. Oportunidades no Setor de Petróleo e gás no Brasil: ações em curso e rodadas de licitações 2018-2019. ANP, Rio de Janeiro, 2018.

AUDI, A. O passado garimpeiro de Bolsonaro – e o perigo que essa paixão representa para a Amazônia. The Intercept, 05/11/2018.

AZEVEDO, J. S. O governo Bolsonaro: movimento em pinça de várias divisões. In: AZEVEDO, J. S.; POCHMANN, M. Brasil: incertezas e submissão? São Paulo: Fundação Perseu Abramo, p. 63-82, 2019.

BASTOS, G. Os desafios da Mineração: Fórum discutiu soluções para atrair mais investimentos. Correio, 15.08.2019.

BELTHER, J. Alterações na Legislação sobre Mineração em Faixa de Fronteira: visão empresarial. Apresentação no VII Encontro de Executivos de Exploração Mineral. Brasília, 2017.

BENITES, A. Bolsonaro estuda reeditar decreto de Temer que permite explorar minério em reserva da Amazônia. El País, 12/12/ 2019.

______Juiz suspende ato de Temer que libera iniciativa privada a explorar área da Amazônia. El País, 30/10/2017.

BETIM, F. O inédito respaldo do Planalto a garimpeiros de áreas protegidas na Amazônia. El País, 18/102019.

BOLSONARO, J. Discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas – Nova York, 24 de setembro de 2019, 2019a

______ Discurso do Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante Seminário “Liderança Brasileira na Cadeia Produtiva do Nióbio” - Brasília/DF, 05/09/2019, 2019b.

______ O Caminho da Prosperidade: Proposta de Plano de Governo, 2018.

BORGES, A. Pesquisa mineral terá aprovação automática se pedido não for analisado em 120 dia. O Estado de São Paulo: 03/02/2020.

BOWKER, L.. World Mine Tailings Failures—from 1915, 2019.

Disponível em: https://worldminetailingsfailures.org/

CÂMARA DOS DEPUTADOS, Plano Plurianual do governo Bolsonaro, 2020. Acesso em 01/05/2020. Disponível em: https://www.camara.leg.br/internet/agencia/infograficos-html5/ministerios/index.html.

CAMARGO, D. Em ofensiva contra indígenas no Pará, garimpeiros ilegais movimentam mercado bilionário. Repórter Brasil, 24/11/2019.

CANOFRE, F. No Amapá, Bolsonaro defende explorar Amazônia e reserva mineral. Folha, 12/04/2019.

CARDOSO JR, J. C. Desmonte do Estado no governo Bolsonaro: menos república, menos democracia e menos desenvolvimento. In: AZEVEDO, J. S.; POCHMANN, M. Brasil: incertezas e submissão? São Paulo: Fundação Perseu Abramo, p. 151-169, 2019.

CASTILHO, A. L. Teia de interesses liga políticos a mineradoras em debate sobre novo Código. Agência Pública, 03 Out 2013.

CASTRO, J. Algo deve mudar para que tudo continue como está: o perfil dos diretores da ANM e da SGM no governo Bolsonaro. Versos - Textos para Discussão PoEMAS, v. 4, n. 3, p. 1-14, 2020.

CBMM. CBMM – uma empresa brasileira líder mundial na tecnologia de nióbio. Araxá-MG, 2019.

_____. Relatório de sustentabilidade. CBMM: Araxá/MG, 2019.

_____. Relatório de sustentabilidade. CBMM: Araxá/MG, 2020.

CNA. PIB e Performance do Agronegócio, CNA: Brasília DF, 2017.

CMOC. Negócios – Niobras. Disponível em: http://cmocbrasil.com/br/negocios/niobras. Acesso em: 09/03/2020.

COSTA, A., FELIPPE, M. F., REIS, G. Licenciamento ambiental de grandes empreendimentos minerários: dos alarmes que ninguém escuta à tragédia no Rio Doce. Revista Geografias 1, p. 63-94, 2016.

CPRM. Estrutura Organizacional - Esteves Pedro Colnago. Acesso: 12/05/2020. Disponível em: http://www.cprm.gov.br/publique/Sobre/Estrutura-Organizacional/Esteves-Pedro-Colnago-4714.html

CRISOSTOMO, A. C. et al. Terras indígenas na amazônia brasileira: reservas de carbono e barreiras ao desmatamento. Brasília: Instituto de Pesquisa Ambintal da Amazônia, 2015.

CPT. Caderno de Conflitos no Campo 2019. CPT, 2020.

DAL PIVA, J. Bolsonaro diz querer Eduardo na embaixada nos EUA para conseguir parcerias e explorar minerais em terras indígenas. O Globo, 27/07/2019.

DANTAS, C.; TITO, F. Na terra indígena mais ameaçada do Brasil, base da Funai é destruída e ninguém sabe quem cometeu o crime. G1, 10/10/2019.

DEFATO. ANTT aprova renovação antecipada da EFVM sem contrapartida para Minas Gerais. DeFato Online, 26/06/2019.

DIARIO DO COMÉRCIO, Substitutivo da PL 550 é aprovado na Câmara. Diário do Comércio, 20/05/2020.

DIAS, C. L. Direitos dos povos indígenas e desenvolvimento na Amazônia. Revista de Estudios Brasileños, v. 6, n. 11, p. 49-60, 2019.

DÓRIA, P. Honoráveis bandidos: Um retrato do Brasil na era Sarney. Geração Editorial, 2009.

GIBSON, G. et al. Indigenous Communities and industrial camps: Promoting healthy communities in settings of industrial change. Victoria, B.C.: The Firelight Group, 2017.

GUDYNAS, E. Extractivismos: Ecología, economía y política de un modo de entender el desarrollo y la Naturaleza. Cochabamba: CEDIB/CLAES, 2015.

GULLINO, D; SOARES, J.; CAMPOREZ, P. Bolsonaro diz que desastre em Mariana deveria ter servido de alerta para o Brasil. O Globo, 25/01/2019.

GONÇALVES, R. J. A. F. Lágrimas de Níobe: o nióbio a desterritorialização compulsiva. VISAT - Multiplicadores de Vigilância em Saúde do Trabalhador, 2019.

GONÇALVES, R. J A.; MILANEZ, B.; WANDERLEY, L. Neoextrativismo liberal-conservador: a Política Mineral e a Questão Agrária no Governo Temer. Revista OKARA: Geografia em debate, v.12, n.2, p. 348-395, 2018.

IBRAM. IBRAM afirma que produção mineral, excluindo óleo e gás, cresceu 11% em 2019 (em US$). IBRAM, 04/02/2020, 2020a.

IBRAM. Secretário de Mineração, Alexandre Vidigal, anuncia plano de ação para mineração. IBRAM, 23/01/2020, 2020b.

______. Panorama do nióbio: mercado, reservas e produção. Seminário Liderança Brasileira na Cadeia do Nióbio. Brasília/DF: MME, 2019a.

______. Relatório anual de atividades: Julho de 2018/ Junho 2019. Brasília/DF: IBRAM, 2019b.

ITC. Trade Map, 2020. Acesso em 07/05/2020. Disponível em: https://www.trademap.org/Index.aspx.

JUCÁ, B. Sob Bolsonaro, dobra o número de terras indígenas invadidas. El País, 24/10/2019

LE TOURNEAU, F. M. O governo Bolsonaro contra os Povos Indígenas: as garantias constitucionais postas à prova. Confins. Revue franco-brésilienne de géographie, n. 501, 2019.

LAPOLA, D. M. et al. Limiting the high impacts of Amazon forest dieback with no regrets science and policy action. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 115, n. 46, p. 11671-11679, 2018.

LOVEJOY, T. E.; NOBRE, C. Amazon tipping point: Last chance for action. Science Advances, v. 5, n. 12, p. 2949, 2019.

MACEDO, F. Servidores demitidos por Salles após ação contra garimpo relatam pressão do governo: ‘ficou insustentável’. Jornal Estado de São Paulo, 08/07/2020, 2020.

MANIFESTO DO PIARAÇU. Manifesto do Piaraçu - das Lideranças Indígenas e Caciques do Brasil na Piaraçu. 17/01/2020.

MDIC. Séries históricas. Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, 2019. Disponível em: <http://www.mdic.gov.br>. Acesso em: 25/10/2019.

MILANEZ, B. et al. Minas não há mais: Avaliação dos aspectos econômicos e institucionais do desastre da Vale na bacia do rio Paraopeba. Versos - Textos para Discussão PoEMAS, 3(1), p. 1-114, 2019.

MILANEZ, B.; COELHO, T. P.; WANDERLEY, L. J. O projeto mineral no Governo Temer: menos Estado, mais mercado. Versos - Textos para Discussão PoEMAS, v. 1, n. 2, p. 1-15, 2017.

MILANEZ, B.; SANTOS, R. Neoextrativismo no Brasil? Uma análise da proposta do novo marco legal da mineração. Revista Pós Ciências Sociais , v. 10, n. 19, p. 119-148, 2013.

MME, MME trabalha para recuperar a credibilidade do setor mineral. MME, 04/03/2019, 2019b.

______, Boletim do Setor Mineral. 1 edição. Secretaria de Geologia Mineração e Transformação Mineral/MME, Brasília-DF, 2019 a.

______, Sinopse 2016. MME, Brasília-DF, 2017.

MORETTO, A.; ALMEIDA, G. Bolsonaro: “Se eu assumir, índio não terá mais 1cm de terra”. Dourado News, 08/02/2018.

OLIVEIRA, C. R. Quem é Quem nas discussões no novo código da mineração 2014. Comitê Nacional em Defesa dos Territórios Frente à Mineração. Brasília-DF, 2015.

O LIBERAL. MPF pede cancelamento de processos minerários em 52 terras indígenas no Pará. 10/02/2020.

PEREIRA JUNIOR R.F. 2014. Nióbio. In: Lima T.M. & Neves C.A.R. (Org.). Sumário Mineral 2010. Brasília, Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), 2010.

PERPETUA, G. M. Pilhagem territorial, precarização do trabalho e degradação do sujeito que trabalha: a territorialização do capital arbóreo-celulósico no Brasil contemporâneo. Tese de Doutorado. PPGG - UNESP, Presidente Prudente, 2016.

PESSOA FILHO, T. A.. Os Governos Federal e Estadual discutem a mineração em tempos de COVID-19, 2020.

PINHEIRO, L. Votado na Câmara, chega ao Senado projeto sobre segurança de barragens. Rádio Senado, 24/06/2020.

PRAZERES, L. Desmatamento causado por garimpos na Amazônia aumenta 23% em 2019 e bate recorde histórico. O Globo, 06/05/2020.

RAMÓN, P. Eldorado trágico: os caminhos violentos do garimpo no país de Maduro. Piauí, n. 159, p. 18-26, 2019.

RESENDE, S. M. No que depender de mim, não tem mais demarcação de terra indígenas, diz Bolsonaro a TV Folha de S. Paulo, 05/11/2018.

SERRA, C. Tragédia em Mariana: A história do maior desastre ambiental do Brasil. Rio de Janeiro: Editora Record, 2018.

SILVA, E. V. G. Mineração em Terras Indígenas brasileiras - diretrizes para negociação entre empresas e comunidades. Tese Doutorado PPGG, Unicamp, Campinas, 2005.

SILVA, M. B. Mecanismos de participação e atuação de grupos de interesse no processo regulatório brasileiro: o caso da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Rev. ADM, 46(4), 969-992, 2012.

SILVEIRA, S. A. Concentração, modulação e desinformação nas redes. In: n: AZEVEDO, J. S.; POCHMANN, M. Brasil: incertezas e submissão? São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2019. p. 27-44

.

SONTER, L. J. et al. Mining drives extensive deforestation in the Brazilian Amazon. Nature Communications, v. 8, n. 1, p. 1-7, 2017.

UNIÃO et al.. Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta. Brasília, 2016.

VALENTE, R. Maioria dos brasileiros rejeita abrir mineração em terras indígenas. Folha de S. Paulo, 02/11/2019.

VASCONCELOS, Y. A polêmica do nióbio. Pesquisa Fapesp, São Paulo, v.277, p.65-29, 2019.

VALE S.A. Formulário 20-F RELATÓRIO ANUAL: Para o exercício encerrado em: 31 de dezembro de 2019. Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos. Washington, D.C, 2020

VALOR ECONÔMICO. Maia diz que irá arquivar projeto de mineração em terra indígena. Valor 07/11/2019

VILLAS BÔAS, H. C. Mineração em terras indígenas: a procura de um marco legal. Rio de Janeiro: Centro de Tecnologia Mineral, 2005.

WANDERLEY, L. J. M. Geografia do ouro na Amazônia brasileira: uma análise a partir da porção meridional Tese de Doutorado PPGG/UFRJ, Rio de Janeiro. 2015.

Warth, A; Pupo, A. Governo aprova política para agilizar licenciamento de projetos de mineração. Estadão, 10/06/2020.

WWF BRASIL. RENCA: Situação legal dos direitos minerários da Reserva Nacional do Cobre. Brasília: World Wildlife Fund, 2017

XAVIER, A. F. Aproveitamento de recursos minerais em Terras Indígenas: Possibilidades, desafios e perspectivas. Dissertação de Mestrado PPEM/UFOP, Ouro Preto, 2010.

Downloads

Publicado

02/12/2020

Como Citar

Wanderley, L. J., Gonçalves, R. J. de A. F., & Milanez, B. (2020). O interesse é no minério: o neoextrativismo ultraliberal marginal e a ameaça de expansão da fronteira mineral pelo governo Bolsonaro. Revista Da ANPEGE, 16(29), 555–599. https://doi.org/10.5418/ra2020.v16i29.12457

Edição

Seção

Seção Temática - Geografias do Campo Brasileiro: A questão agraria na conjuntura