A observação da paisagem como forma de estudo de territorialidade: o caso da Vila Belmiro em Santos (SP)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5418/ra2020.v17i30.10678

Palavras-chave:

Nova Geografia Cultural, Paisagem, Territorialidade

Resumo

O trabalho visa elucidar a importância da observação da paisagem no meio urbano como forma de evidenciar como grupos hegemônicos exercem poder sobre um lugar através da produção de símbolos que criem discursos e narrativas próprios. Assim, a discussão aqui proposta tem como objetivo discutir a paisagem como forma de comunicar o domínio de grupo sobre um determinado espaço, visto aqui como territorialidade, utilizando como metodologia os preceitos criados pela Nova Geografia Cultural inglesa dos anos 1980. O estudo de caso aqui apresentado é a Vila Belmiro (Estádio Urbano Caldeira) em Santos, pois o estádio de futebol é um lugar a de grande relevância cultural, além de seu entorno ser local de socialização e espaço da alteridade entre grupos urbanos diferentes o que torna a produção simbólica mais expressiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Accioli Almeida, Universidade de São Paulo (USP)

Docente em nível de Mestrado no Programa de Pós Graduação em Geografia Humana (PPGH) da Universidade de São Paulo

Referências

AB’SABER, Aziz. Contribuição à geomorfologia do litoral paulista. In: BARTORELLI, A;

GAUTTIERI, C; MATENSSO NETO, V; CARNEIRO, C; LISBOA, M. (org). A Vida e a Obra de Aziz Nacib Ab’Saber.São Paulo: Beca-Ball Edições, 2010, p.126-145.

AGOSTINO, Gilberto. Vencer ou morrer: futebol, geopolítica e identidade nacional. Rio de Janeiro:FAPERJ: Ed. Mauad, 2002. 2.ed.

ARAÚJO FILHO, José R. A expansão urbana de Santos. In: AZEVEDO, A. A Baixada Santista: Aspectos Geográficos–Volume III. São Paulo: EDUSP –1964.

AUGUSTIN, Jean Pierre. Espaces Urbains et pratiques sociales. Bordeaux: Presses Universitaires de Bordeaux, 1988.

BALE, John. The changing face of football: soccer and community. In:Soccer and Society,vol.1, n.1, p.91-101, 2000.

COSGROVE, Denis. Em direção a uma geografia cultural radical: problemas da teoria. In: Antípode – A Radical Journal Of Geography. Worcester, n.15, 1983, p. 1-11.

_____. JACKSON, P. Novos Rumos da Geografi a Cultural. In R.L. Corrêa e Z. Rosendahl (Org.) Introdução à Geografi a Cultural. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2003 .

DUNCAN, James. A paisagem como sistema de criaçao de signos. In: CORREA, R. L. ROSENDAHL, Z. (Org.). Paisagens, textos e identidade. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2004, p. 91-132.

_______________. Landscape taste as a symbol of group identity: a Westchester County village. In: Geographical Review, vol 63, n.3 (JUL), 1973, p.334-355.

______________.O supraorgânico na geografia cultural americana. In: Revista Espaço e cultura. Rio de Janeiro: UERJ, n.13, JAN/JUN, 2002, p.7-33.

______________. DUNCAN, Nancy. The aestheticization os politics of landscape preservation. In: Annals of Association of American Geography. V.91, ano 2,2001, p.387-409.

EAGLETON, Terry. A ideia de cultura. São Paulo: Editora Unesp, 2003, 2ªed.

FRANCO JÚNIOR, Hilário. A dança dos deuses: futebol, cultura e sociedade. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

GAFFNEY, Christopher, MASCARENHAS, Gilmar. The soccer stadium as a disciplinary space. In:Esporte e Sociedade, nº1, Nov/2005-Fev/2006, p.1-16, disponívelem: <http://www.lazer.eefd.ufrj.br/espsoc/>. Acesso em 20/02/2017.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1989.

GONÇALVES, Carlos W. A invenção de novas geografia: a natureza e o homem novos paradigmas. In: BERTHA, B. SANTOS, M (orgs). Território, territórios: ensaios sobre o ordenamento territorial. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007, 3ed.

HAESBAERT Rogério. O mito da desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004, 400p.

______________________. Territórios alternativos.Niterói: EdUFF; São Paulo: Contexto, 2002, 186p.

HOLLANDA, Bernardo B. Futebol, arte e política: a catarse na representação do torcedor. In:O&S, v.16, n.48, p.123-140, Janeiro/Março 2009.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Centauro Editora, 2016, 6ª Reimpressão;MASCARENHAS, Gilmar. Entradas e Bandeiras: a conquista do Brasil pelo futebol. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2014, 256p.

MELLO, Gisele H. Expansão e estrutura urbana de Santos (SP): aspectos da

periferização, da deterioração, da intervenção urbana, da verticalização e da sociabilidade. 2008. 206p. Dissertação de mestrado –Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

MONBEIG, Pierre. O surgimento da metrópole –Paisagens e problemas da metrópole. In: SZMRÉCSÁNYI, T. História econômica da cidade de São Paulo.São Paulo: Ed. Globo, 2004, p.15-115.

SACK, Robert. Human territoriality: its theory and history.Cambridge: Cambridge University Press, 1986.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção. São Paulo: Edusp, 2014, 4 ed, 8 reipr.

TOLEDO, Luiz Henrique. Torcidas Organizadas de futebol. Campinas: Autores Associados/Anpocs, 1996.

_____________________.Torcer: a metafísica do homem comum. In: Revista de História: Dossiê História e Futebol. Revista de História/ Departamento de História. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. São Paulo: Editora Paz e Terra S.A, 1992;

Downloads

Publicado

11/01/2021

Como Citar

Almeida, R. A. (2021). A observação da paisagem como forma de estudo de territorialidade: o caso da Vila Belmiro em Santos (SP). Revista Da ANPEGE, 16(30), 383–405. https://doi.org/10.5418/ra2020.v17i30.10678

Edição

Seção

Seção Temática - Geografia Política