Condutividade hidráulica e atributos físicos de um Latossolo Vermelho sob sistemas de manejo no Cerrado Goiano

Carlos Augusto Oliveira de Andrade, Gustavo Cassiano da Silva, Marcos Costa Corrêa, Leonardo Santos Collier, Vladia Correchel

Resumo


Os solos quando submetidos a sistemas de cultivos, tendem a um novo estado de equilíbrio, apresentando distintas manifestações de seus atributos. O objetivo deste trabalho foi avaliar as modificações provocadas por sistemas de uso do solo sobre a condutividade hidráulica e atributos físicos de um Latossolo Vermelho localizado em área de Cerrado. Foram analisados três sistemas: Cerrado Nativo (CN) – sem intervenções antrópicas, Sistema Agroflorestal (SAF) – composto por árvores de Dipteryx alata V. consorciadas com culturas anuais e perenes em sistema rotacionado, implantado no ano de 2006 e Pastagem – formada por Brachiaria brizantha com sistema de cultivo extensivo desde 1997. Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado, com 5 repetições. Foram avaliadas a condutividade hidráulica do solo saturado (Ks), densidade (Ds), porosidade total (Pt), resistência a penetração (Rp) e a umidade do solo, em três profundidades 0-0,10; 0,10-0,20 e 0,20-0,40 m. Os dados foram submetidos à análise de variância e a comparação de médias foi feita pelo teste de Tukey (p<0,05). Sete anos de cultivo no SAF propiciaram manutenção dos níveis de Ks e Rp nos primeiros 0,10 m de profundidade, o que indica qualidade física do solo pensando no desenvolvimento das espécies agrícolas. Pelo pouco tempo de manejo, intensidade de cultivo e baixa diversidade de espécies arbóreas presentes no SAF, ainda não foi possível verificar melhorias dos atributos físicos nas camadas subsuperficiais, sendo comparado ao observado na área de pastagem. Os valores dos atributos físicos mensurados para os sistemas, apesar de inferiores ao CN, não permitem caracterizar um quadro de degradação intensa dos solos.

Palavras-chave


Agrofloresta. Cerrado nativo. Forragens. Qualidade física do solo. Sistema conservacionista.

Texto completo:

PDF

Referências


ARATANI, R. G.; FREDDI, O. S.; CENTURION, J. F.; ANDRIOLI, I. Qualidade física de um Latossolo Vermelho Acriférrico sob diferentes sistemas de uso e manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, n. 3, p. 677-687, 2009.

ARRUDA, E. M. Atributos químicos do solo e desempenho de culturas em rotação ou consórcio com plantas de cobertura em sistema agroflorestal. 2017. Ano de obtenção: 2017. 88 f. Tese (Doutorado em Agronomia: Solo e Água), Universidade Federal de Goiás, 2017.

BENIAICH, A.; SILVA, M. L. N.; GUIMARÃES, D. V.; BISPO D. F. A.; AVANZI, J. C.; CURI, N.; PIO, R.; DONDEYNE, S. Assessment of soil erosion in olive orchards (Olea europaea L.) under cover crops management systems in the tropical region of Brazil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 44, 2020.

BLAKE, G. R.; HARTGE, K. H. Bulk density. In: KLUTE, A. (Ed.). Methods of soil analysis: part 1: physical and mineralogical methods. 2nd ed. Madison: Soil Science Society of America, 1986. p. 363-375.

CARDOSO, E. L.; SILVA, M. L. N.; CURI, N.; FERREIRA, M. M.; FREITAS, D. A. F. Qualidade química e física do solo sob vegetação arbórea nativa e pastagens no pantanal sul-mato-grossense. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 35, n. 2, p. 613-622, 2011.

CARNEIRO, M. A. C.; SOUZA, E. D.; REIS, E. F.; PEREIRA, H. S.; AZEVEDO, W. R. Atributos físicos, químicos e biológicos de solo de Cerrado sob diferentes sistemas de uso e manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, n. 1, p. 147-157, 2009.

COSTA, M. A. T.; TORMENA, C. A.; LUGÃO, S. M. B.; FIDALSKI, J.; NASCIMENTO, W. G.; MEDEIROS, F. M. Resistência do solo à penetração e produção de raízes e de forragem em diferentes níveis de intensificação do pastejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 36, n. 3, p. 993-1004, 2012.

CUNHA, N. R. S.; LIMA, J. E.; GOMES, M. F. M.; BRAGA, M. J. A. Intensidade da exploração agropecuária como indicador da degradação ambiental na região dos cerrados, Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 46, n. 2, p. 291-323, 2008.

FERREIRA, D. F. Sisvar: A computer statistic alanalysis system. Ciência e Agrotecnologia, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

FREITAS, P. L.; POLIDORO, J. C.; SANTOS, H. G.; PRADO, R. B.; CALDERANO, S. B.; GREGORIS, G.; MANZATTO, C. V.; DOWICH, I.; BERNARDI, A. C. C. Identificação e caracterização físico-química de Latossolos de textura arenosa e média da região oeste da Bahia. Cadernos de Geociências, v. 11, n. 1, p. 82-92, 2014.

HICKMANN, C.; COSTA, L. M.; SCHAEFER, C. E. G. R.; FERNANDES, R. B. A.; ANDRADE, C. L. T. Atributos físico-hídricos e carbono orgânico de um Argissolo após 23 anos de diferentes manejos. Revista Caatinga, v. 25, n. 1, p. 128-136, 2012.

JORGE, R. F.; ALMEIDA, C. X.; BORGES, E. N.; PASSOS, R. R. Distribuição de poros e densidade em Latossolos submetidos a diversos sistemas de uso e manejo. Bioscience Journal, v. 28, supplement. 1, p. 159-169, 2012.

KER, J. C. Latossolos do Brasil: uma revisão. Geonomos, v. 5, n. 1, p.17-40, 1997.

KLUTE, A. (Ed.). Methods of soil analysis: physical and mineralogical methods. 2.ed. Madison: American Society of Agronomy, 1986. 1188p.

LEROY, B. L. M., HERATH, H. M. S. K., SLEUTEL, S., DE NEVE, S., GABRIELS, D., REHEUL, D., MOENS, M. The quality of exogenous organic matter: short-term effects on soil physical properties and soil organic matter fractions. Soil Use and Management, v. 24, n. 2, p. 139-147, 2008.

MANZATTO, C. V.; FREITAS JUNIOR, E.; PERES, J. R. R. Uso agrícola dos solos brasileiros. (ed.). – Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2002. 174p.

MARCHÃO, R. L.; BALBINO, L. C.; SILVA, E. M.; SANTOS JUNIOR, J. D. G.; SÁ, M. A. C.; VILELA, L. BECQUER, T. Qualidade física de um Latossolo Vermelho sob sistemas de integração lavoura-pecuária no Cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 42, n. 6, p. 873-882, 2007.

MOREIRA, W. H.; BETIOLI JUNIOR, E.; PETEAN, L. P.; TORMENA, C. A.; ALVES, S. J.; COSTA, M. A. T.; FRANCO, H. H. S. Atributos físicos de um Latossolo Vermelho distroférrico em sistema de integração lavoura-pecuária. Revista Brasileira de Ciências do Solo, v. 36, n. 2, p. 389-400, 2012.

NAIR, P. K. R. Agroecosystem management in the 21st century: It is time for a paradigm shift. Journal of Tropical Agriculture, v. 46, n. 1, p. 1–12, 2008.

OLIVEIRA, D. M. S.; LIMA, R. P.; JAN VERBURG, E. E. Qualidade física do solo sob diferentes sistemas de manejo e aplicação de dejeto líquido suíno. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 19, n. 3, p. 280–285, 2015.

PEZARICO, C. R.; VITORINO, A. C. T.; MERCANTE, F. M.; DANIEL, O. Indicadores de qualidade do solo em sistemas agroflorestais. Revista de Ciências Agrárias, v. 56, n. 1, p. 40-47, 2013.

RAMOS, F. T.; MONARI, Y. C.; NUNES, M. C. M.; CAMPOS, D. T. S. C.; RAMOS, D. T. Indicadores de qualidade em um Latossolo Vermelho-Amarelo sob pastagem extensiva no pantanal matogrossense. Revista Caatinga, v. 23, n. 1, p. 112-120, 2010.

RAMOS, M. R.; FAVARETTO, N.; DIECKOW, J.; DEDECK, R. A.; VEZZANI, F. M.; ALMEIDA, L.; SPERRIN, M. Soil, water and nutrient loss under conventional and organic vegetable production managed in small farms versus forest system. Journal of Agriculture and Rural Development in the Tropics and Subtropics, v. 115, p.131-140, 2014.

REYNOLDS, W. D.; ELRICK, D. E. A laboratory and numerical assessment of the Guelph permeameter method. Soil Science, v. 144, n. 4, p. 282-299, 1987.

ROSSETTI, K. V.; CENTURION, J. F. Sistemas de manejo e atributos físico-hídricos de um Latossolo Vermelho cultivado com milho. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n. 5, p. 472–479, 2013.

SANTOS, R. D.; LEMOS, R. C.; SANTOS, H. G.; KER, J. C.; ANJOS, L. H. C. Manual de descrição e coleta de solo no campo. 6.ed. rev. e ampl. Viçosa-MG: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo: UFV; [Rio de Janeiro]: Embrapa Solos: UFRRJ, 2013. 102p.

SOLINO, A. J. S.; FERREIRA, R. O.; FERREIRA, R. L. F.; NETO, S. E. A.; NEGREIROS, J. R. S. Cultivo orgânico de rúcula em plantio direto sob diferentes tipos de coberturas e doses de composto. Revista Caatinga, v. 23, n. 2, p. 18-24, 2010.

SOUSA, D. M. G.; LOBATO, E. Cerrado: correção do solo e adubação. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2004. 416 p.

STOLF, R.; MURAKAMI, J. H.; BRUGNARO, C.; SILVA, L. G.; SILVA, L. D. F.; MARGARIDO, L. A. C. Penetrômetro de impacto stolf - programa computacional de dados em Excel-VBA. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 38, n. 3, p.774-782, 2014.

TORRES, J. L. R.; FABIAN, A. J.; PEREIRA, M. G. Alterações dos atributos físicos de um Latossolo Vermelho submetido a diferentes sistemas de manejo. Ciência e Agrotecnologia, v. 35, n. 3, p. 437-445, 2011.

TORRES, J. L. R.; PEREIRA, M. G.; ASSIS, R. L.; SOUZA, Z. M. Atributos físicos de um Latossolo Vermelho cultivado com plantas de cobertura, em semeadura direta. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 39, n. 2. P. 428-437, 2015.

UHLAND, R. E. Rapid method for determining soil moisture. Soil Science Society of America Journal, v. 15, p. 391-393, 1951.

VOMOCIL, J. A. Porosity. In: BLACK, C. A.; EVANS, D. D.; ESNMINGER, L. E.; CLARK, F. E. (Ed.). Methods of soil analysis: part 1: physical and mineralogical properties. Madison: American Society of Agronomy, 1965. 299-314p.




DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v13i49.9519

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/

Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.