Influência de fertilizantes químicos e dejeto líquido de suínos na fauna do solo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/agrarian.v11i41.7005

Palavras-chave:

Dejeto de suíno, Mesofauna edáfica, Adubação mineral

Resumo

Este estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito de diferentes formas de adubação, utilizando dejeto líquido de suínos (DLS), adubação organo-mineral e adubação mineral sobre a abundância e diversidade da fauna do solo. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso, com um fatorial de 6x6 (tratamento x repetição). Os tratamentos estudados foram: testemunha, sem adubação; adubação mineral, adubação organo-mineral, adubação orgânica nas doses de 50 m3 ha-1, 100 m3 ha-1 e, 200 m3 ha-1 de DLS. A fauna edáfica foi avaliada utilizando-se um amostrador cilíndrico com 17 cm de diâmetro, na profundidade de 0-5 cm, com extração em funil de Berllese. A diversidade da fauna nos diferentes tratamentos foi avaliada por meio dos índices de diversidade de Shannon, dominância de Simpson e uniformidade de Pielou. A abundância e distribuição da fauna foram analisadas por meio da análise de agrupamento e de componentes principais. A abundância e a diversidade da fauna edáfica foram influenciadas pelas diferentes doses de DLS e de adubação mineral. A maior diversidade foi encontrada no tratamento adubação organo-mineral e a menor no tratamento adubação orgânica 200 m3 ha-1. A análise de componentes principais apontou a separação dos tratamentos, demonstrando quais foram os grupos que mais se associaram a cada tratamento e em cada época de amostragens.

Biografia do Autor

Mauricio Vicente Alves, Unoesc - Xanxerê

Pós Doutorado - UFTPR, Campus Dois Vizinhos - PRDoutorado em Ciências do Solo - UFLAUniversidade do Oeste de Santa Catarina - UnoescXanxerê, SC, Brasil.mauricio.alves@unoesc.edu.br49 34417076

Julio Cesar Pires Santos, Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc, Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV.

Doutorado em Ciências do Solo - ESALQ

Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc, Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV.

Lages - SC, Brasil

a2jcps@cav.udesc.br

Julia Corá Segat, Udesc, Centro de Educação Superior do Oeste, CEO.

Doutora em Manejo do solo - UDESC/CAV

Udesc, Centro de Educação Superior do Oeste, CEO.

Chapecó - SC, Brasil

juliasegat@yahoo.com.br

Dennis Goss de Sousa, Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc, Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV.

Doutorado em Ciências do Solo - CENA

Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc, Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV.

Lages - SC, Brasil

dennisgoss10@gmail.com

Dilmar Baretta, Udesc, Centro de Educação Superior do Oeste, CEO.

Doutor em Solos e Nutrição de Plantas - ESALQ

Udesc, Centro de Educação Superior do Oeste, CEO.

Chapecó - SC, Brasil

dilmar.baretta@udesc.br

Downloads

Publicado

07/11/2018

Como Citar

Alves, M. V., Santos, J. C. P., Segat, J. C., Sousa, D. G. de, & Baretta, D. (2018). Influência de fertilizantes químicos e dejeto líquido de suínos na fauna do solo. Agrarian, 11(41), 219–229. https://doi.org/10.30612/agrarian.v11i41.7005

Edição

Seção

Artigo - Ciência do Solo