Teste de Condutividade Elétrica para Avaliação da Qualidade Fisiológica de Sementes de Gergelim (Sesanun indicum L.)

Autores

  • Stela Maris Kulczynski Universidade Federal de Santa Maria
  • Emerson Costa Machado Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
  • Cristiano Bellé Universidade Federal de Santa Maria
  • Mauricio Sangiogo Universidade Federal de Santa Maria
  • Paulo Roberto Kuhn Universidade Federal de Santa Maria
  • Rogério Peres Soratto Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Palavras-chave:

Vigor de sementes, temperatura, tempo de embebição, número de sementes

Resumo

Foram realizados dois experimentos com o objetivo de estudar os efeitos do número de sementes, temperatura e tempo de embebição de sementes de gergelim sobre os resultados do teste de condutividade elétrica para avaliação da qualidade fisiológica das sementes. No experimento I avaliou-se o teste de condutividade elétrica em função do número de sementes (25, 50 e 100) e a temperatura (20, 25 e 30ºC); no experimento II foram avaliados diferentes períodos de embebição (2, 4, 6, 8, 12, 16, 20 e 24 h). Os testes foram realizados com três cultivares (cv. Trebol, cv. Cnpa G4 e cv. Comum). Os tratamentos constituíram nos fatoriais 3x3x3 e 3x8 nos experimentos I e II, respectivamente.  O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. A caracterização das cultivares realizou-se através do teste de germinação e testes de vigor (físico, fisiológicos e bioquímicos), os quais classificaram as sementes do cultivar Trebol com melhor potencial fisiológico seguida dos cultivares Cnpa G4 e Comum. O teste de condutividade elétrica conduzido com quatro sub-amostras de 25 sementes puras embebidas em 75 mL de água deionizada, na temperatura de 25ºC, permitiu a separação dos lotes a partir de 2 horas de embebição, mostrando-se promissor na avaliação da qualidade de sementes de gergelim.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

02/12/2013

Como Citar

Kulczynski, S. M., Machado, E. C., Bellé, C., Sangiogo, M., Kuhn, P. R., & Soratto, R. P. (2013). Teste de Condutividade Elétrica para Avaliação da Qualidade Fisiológica de Sementes de Gergelim (Sesanun indicum L.). Agrarian, 7(23), 72–81. Recuperado de https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/agrarian/article/view/2556

Edição

Seção

Artigo - Fitotecnia

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)