Emergência de sementes de jaqueira (Artocarpus integrifolia) submetidas à secagem e armazenamento

Jadir Vieira da Silva, Robson José de Oliveira, Raissa Rachel Salustriano da Silva-Matos

Resumo


A jaqueira (Artocarpus integrifolia Lam.) apresenta importância econômica, no entanto é explorada de forma extrativista o que compromete a propagação espontânea da espécie. O presente trabalho teve o objetivo de avaliar a emergência de plântulas de jaqueira submetidas à secagem e armazenamento. O experimento foi realizado em telado no Instituto Federal de Minas Gerais, em São João Evangelista, MG, distribuído em delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos e quatro repetições (composta por 25 sementes cada), perfazendo um total de 400 sementes. Os tratamentos avaliados foram: T1: testemunha, sementes secas e armazenadas por 3 dias; T2: sementes secas e armazenadas por 14 dias; T3: sementes recém extraídas e embebidas em água por 24 horas; T4: sementes recém extraídas de fruto em processo de fermentação. Foram avaliados: porcentagem de emergência, o índice de velocidade de emergência, e o tempo médio de emergência (em dias). Os resultados mostram que as sementes de jaqueira perdem poder germinativo progressivamente durante o armazenamento, assim recomenda-se a semeadura logo após a retirada do fruto, e a embebição em água por 24 horas.


Palavras-chave


Extrativismo, fisiologia de sementes, produção de mudas

Texto completo:

PDF




Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.