Chamada para Publicação: Relações étnico-raciais, branquitude e os efeitos de sentido

A historicidade que constitui as relações étnico-raciais é, em sua maioria, discursivizada de forma unilateral, ou seja, sempre direcionada ao sujeito negro, como sendo uma questão referente somente a ele. O sujeito branco, a partir de seu lugar da branquitude, é invisibilizado discursivamente como sendo também responsável pelo processo de racialização e, principalmente, pela naturalização e manutenção das consequências desse processo, o racismo. Nesse sentido, visto o contexto atual brasileiro, em que o discurso da branquitude acrítica vem ganhando cada vez mais adeptos, este dossiê tem como proposta, a partir de uma abordagem interdisciplinar, reunir trabalhos que analisem essa temática tanto pelo viés da Análise de Discurso quanto da Literatura e crítica literária.

Organizadoras: Alexandra Aparecida de Araújo Figueiredo (PNPD-CAPES- UFGD) e Mayara Regina Pereira Dau Araujo (UNEMAT).

Submissão do artigo até o dia 30 de março de 2021.