As mulheres Brasileiras na Ditadura Civil-Militar: avanços e abordagens em quase quatro décadas de resistência

Ary Albuquerque Cavalcanti Junior

Resumo


O presente artigo pretende fazer uma breve abordagem dos estudos em torno das mulheres brasileiras na resistência à ditadura civil-militar nos últimos anos. Passados vinte e sete anos da publicação do primeiro estudo acadêmico sobre o tema com Marcelo Ridenti (1990), percebe-se o quanto este tema de pesquisa passou a se desenvolver no Brasil, tendo inúmeras universidades suscitado debates, estudos e até livros sobre a temática. Dessa forma, ao realizar tal abordagem, destacamos as contribuições não apenas da academia, mas da literatura, de obras memorialisticas e autobiográficas que apresentam as ações das mulheres no período e suas diferentes formas de resistência.

Palavras-chave


Ditadura. Mulheres. Resistência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/frh.v21i36.9422

Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.