As duas Coreias nos Quadrinhos: representação dos países no olhar do Ocidente

Celbi Vagner Melo Pegoraro

Resumo


O presente trabalho analisa a representação na visão ocidental da República da Coreia (Coreia do Sul) e da República Popular Democrática da Coreia (Coreia do Norte) em dois momentos históricos distintos. O universo de pesquisa abrange duas publicações em quadrinhos, cada qual focando um desses momentos. O italiano Romano Scarpa produziu uma saga “Seul 88”, em oito capítulos, tratando com humor e utilizando personagens Disney para descrever um romance envolvendo personagens nativos das duas Coreias. Foi publicado no Brasil em agosto de 1988, às vésperas dos jogos olímpicos. Lançado em 2004, a graphic novel “Pyongyang: Uma Viagem à Coreia do Norte” do canadense Guy Delisle, apresenta um retrato irônico e crítico da Coreia do Norte, fruto de sua experiência de dois meses trabalhando como supervisor num estúdio de animação francês (que terceirizou a mão de obra), testemunhando o controle rígido e autoritário de seus anfitriões. O objetivo é verificar como os países são retratados em relação ao período histórico. Como metodologia será adotada a análise comparativa da representação visual e do estilo narrativo. Serão confrontadas as diferentes características político-ideológicas presentes em cada produção em relação ao período retratado.

Palavras-chave


Coreia. História em Quadrinhos. Cultura e Sociedade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/frh.v21i36.9416

Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.