Plantas e mapas (o espaço desenhado): colonização da fronteira norte do império brasileiro através do projeto de fundação da colônia militar Pedro Segundo

Rafael Amaro da Silva

Resumo


Esse artigo visa abordar como o discurso oficial, apresentado pelos jornais e relatórios, e plantas da construção (projeto urbano) que influenciava e retratava o cotidiano na colônia militar Pedro Segundo, considerando a importância de demarcar, vigiar e proteger a fronteira franco-brasileira, no Segundo Reinado, período esse em que a região se tornou delicada devido o pós-Cabanagem e que a região tornou-se contestada tanto pelo Brasil, quanto pela França. Entendendo como o discurso de civilização influenciava a construção do espaço.


Palavras-chave


Fronteira. Espaço. Amazônia. Cotidiano.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/frh.v19i34.7607

Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.