Metodismo (Justus Nelson), Igreja Católica e República: discursos, casamento e família (Belém-PA, 1890)

Ipojucan Dias Campos

Resumo


O artigo possui como princípio elementar firmar posição na lógica de que, em Belém-PA, o pastor metodista Justus Nelson, a Igreja Católica e a República jamais se distanciaram de concepções político-religiosas quando o eixo versava a respeito do casamento e família. Quanto a importância destes, aqueles pensavam a sua constituição como essenciais à sociedade, no entanto, fabricavam discursos dessemelhantes quanto a forma da celebração do ato solene a constituir linhagem dita salubre. Assim sendo, se por um lado, metodistas e República passaram a elaborar discursos no sentido de convencer que a união civil era legal e válida, por outro, a Igreja propagandeava o ato civil como espúrio por inexistir Deus em sua efetivação e, por esta razão, somente a sua celebração era prudente moral e religiosamente.

Palavras-chave


Metodismo (Justus Nelson). Igreja Católica. República. Casamento e família.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/frh.v19i34.7595

Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.