Estratégias individuais e institucionais e o avanço da reforma luterana no Norte Europeu: o caso da Livônia

André Szczawlinska Muceniecks

Resumo


Este artigo analisa os processos que conduziram à instituição do Luteranismo na Europa do Norte, em particular na Confederação da Livônia. Apresentaremos de início um panorama da reforma sueca de Gustav Vasa, como evento exemplar de adoção da reforma por um monarca em processo de fortalecimento, seguido por um estudo de caso mais detalhado da Reforma na Livônia, que destoa das linhas gerais estudadas nos movimentos reformadores luteranos e permite a observância de elementos notavelmente populares. For fim, demonstramos a necessidade de se considerar as Reformas religiosas do século XVI como eventos levados a cabo por agentes diversos, motivados por razões igualmente diversas, que vão de motivações espirituais e religiosas às de ordem política e econômica e acabam por convergir em estratégias de benefício mútuo.

Palavras-chave


Reforma luterana. Europa setentrional. Suécia. Livônia, Ordem Livoniana.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/frh.v19i34.7592

Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.