Educação Financeira para estudantes da Educação Superior

Francisca Tuanny Aparecida de Souza Silva, Aylla Gabriela Paiva de Araújo, Francisco Ronald Feitosa Moraes, Francisco Régis Vieira Alves

Resumo


Este trabalho aborda uma experiência com a Educação Financeira, objetivando apresentar os resultados das aplicações dos minicursos na modalidade de Ensino Superior, elaborados a partir de um projeto de extensão aprovado pelo edital 05/2017 da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da Universidade Regional do Cariri, desenvolvido na Unidade de Campos Sales (URCA/UDCS), nos cursos de Ciências Biológicas, Letras e Matemática. Ocorreram quatro minicursos compostos por dois momentos, um teórico e outro prático. Para darmos início ao minicurso, aplicamos um questionário para identificar a média da idade dos participantes e como estavam sendo suas atitudes financeiras. Em seguida, foram explanados conteúdos de Educação Financeira e feitas atividades com os participantes para identificar situações de consumo consciente e compras por impulso. Durante a aplicação das atividades conseguimos observar nas discussões dos participantes um maior cuidado com seu orçamento e suas compras.

Palavras-chave


Educação Financeira. Minicursos. Compras.

Texto completo:

PDF

Referências


Araújo, C. R. V. (1992). Matemática financeira: uso das minicalculadoras HP 12C e HP19BII. São Paulo: Atlas.

Parâmetros Curriculares Nacionais de 1998. (1998). Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos - apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

Britto, R. R. (2012). Educação Financeira: Uma Pesquisa Documental Crítica. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora.

Campos, A. B. (2013). Investigando como a Educação Financeira Crítica pode contribuir para tomada de decisões de consumo de Jovens-Indivíduos-Consumidores (Jic's). Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, Minas Gerais.

Idec. (2008). Estudo sobre o crédito e superendividamento dos consumidores dos países do MERCOSUL. São Paulo. Recuperado em 06 de fevereiro, 2017.

dehttp://www.senado.gov.br/noticias/jornal/cidadania/20100420/Relatorio_Idec_Superend ividamento_CI_FINAL.pdf.

Kistemann JR., M. A. (2011). Sobre a produção de significados e a tomada de decisão de indivíduos-consumidores. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Educação Matemática, Instituto de Geociências De Ciências Exatas, Campus de Rio Claro, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Peretti, L. C. (2008). Educação Financeira: aprenda a cuidar do seu dinheiro. Paraná: Instituto Stringhini Paraná.

Pinheiro, C. R. (2015). As contribuições do Programa Etnomatemática para o Ensino e Aprendizagem de Educação Financeira para alunos Surdos que se comunicam em Libras. EBRAPEM. Recuperado em 01 Março, 2017, de http://www.ufjf.br/ebrapem2015/files/2015/10/GD5_Rodrigo_Pinheiro.pdf

Serasa Experian. (2016). Inadimplência atinge 9,4 milhões de jovens no Brasil. Recuperado em 27 Fevereiro, 2017, de http://noticias.serasaexperian.com.br/blog/2016/05/24/inadimplencia-atinge-94-milhoes-de-jovens-no-brasil-revela-estudo-inedito-da-serasa-experian/.

Scolari, L. C., Grando, N. I; Marasini, S. M. (2013). Concepções de Professores de Matemática sobre Educação Financeira. VII CIBEM, Montevideo – Uruguai.




DOI: https://doi.org/10.30612/tangram.v2i3.8988

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

 

ISSN: 2595-0967

Indexadores

 

Divulgador

 

Programa Anti-plágio utilizado