Avaliação de riscos ergonômicos durante o trabalho odontológico: um estudo de caso

Luis Cesar Giansante Tonello, Emerson Machado de Carvalho

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar a percepção e o discurso sobre ergonomia, bem como os principais problemas de postura durante o atendimento odontológico de um cirurgião dentista. Para análise da percepção e discurso do cirurgião-dentista foi utilizado o Teste de Associação Livre de Palavras (TALP), juntamente com a análise do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC); para levantamento da ocorrência de desconforto/dor utilizou-se o diagrama de Corlett e observações e registro fotográfico da condição de trabalho do profissional durante o atendimento. No entanto, foi verificado que o profissional reconhece os riscos ergonômicos e as medidas preventivas e mitigadoras, porém o mesmo não as coloca em prática efetivamente. Além disso, foi verificado que o cirurgião-dentista já apresenta infortúnios, principalmente na região cervical, ombros e pernas, e pescoço e punho esquerdos. As observações das imagens indicaram que o profissional, muitas vezes, se esquece dos princípios ergonômicos e acaba adotando posturas inadequadas e de risco para sua saúde. Com isso, constatou-se que a utilização de ferramentas variadas também permitiu fazer uma análise criteriosa do atendimento odontológico.

Palavras-chave


Postura. Riscos ergonômicos. Saúde ocupacional. Segurança do trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/re-ufgd.v4i7.7256

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.