“TRIDUÇÃO” PANKARARU: A IMAGEM NO TRABALHO VIDEOGRÁFICO COM INDÍGENAS NA CIDADE DE SÃO PAULO

Marcos Alexandre dos Santos Albuquerque

Resumo


A partir da noção de “surrealismo etnográfico” de James Clifford, analiso neste artigo três traduções videográficas realizadas por mim em parceria com a comunidade indígena Pankararu na cidade de São Paulo. Essas três traduções videográficas são analisadas como produções pensadas na articulação de gêneros narrativos comuns na esfera da tradição do filme documentário e etnográfico e em sua especificidade com relação à produção imagética realizada sobre os Pankararu.

Texto completo:

PDF


________________________________________________________________________

ISSN 2317-8590 (O código ISSN é único para todas as edições)
Todos os direitos reservados ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia - PPGAnt/UFGD
UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados
FCH - Faculdade de Ciências Humanas
Rodovia Dourados-Itahum, Km 12 - Caixa Postal 533 - Cidade Universitária
Dourados-MS (Brasil) - CEP 79804-970

  

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.