Antonio Gramsci e alteridade: a relação dirigente/dirigido

Claudio Reis

Resumo


A relação entre dirigente/dirigido é para o pensador e militante italiano Antonio Gramsci uma questão fundamental da ciência política e das ciências sociais em geral. A sua preocupação com tal problema pode ser percebida tanto nos seus trabalhos pré-carcerários quanto nos Quaderni. No presente artigo, essa relação terá como mediação central o tema da alteridade, entendida como uma perspectiva cultural e política progressista.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/mvt.v4i07.8428

ISSN Eletrônico: 2358-9205

 

Indexadores:

                 

 

 

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.