Religiosidade, educação jesuítica e as Casas de Bê-á-bá no Brasil colonial

Andreza da Silva Vieira, Natália Cristina de Oliveira, David Antonio de Castro Netto

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a educação dos gentios em terras brasílicas, valendo-se do princípio de que os jesuítas foram os precursores dessa formação e trouxeram com eles nas embarcações suas ideologias, princípios, valores e religiosidade. As Casas de Bê-á-bá expressaram a possibilidade de colonizar as regiões e instituir os ideais religiosos dos lusitanos aos gentios. Utilizamos referenciais bibliográficos e fontes que deram condições de compreender desdobramentos educativos religiosos na América Portuguesa. Com o ensino das Casas educativas sistematizava-se maior possibilidade de se propagar a religiosidade católica aos nativos do que pelos próprios clérigos, aquém da cultura e configuração social do Novo Mundo.

Palavras-chave


Educação Jesuítica. Brasil colônia. Casas de Bê-á-bá.

Texto completo:

PDF

Referências


ANCHIETA, José de. Carta ao Padre Inácio de Loyola, Roma (S.o Paulo de Piratininga, 1 de setembro de 1554). In: LEITE, Serafim, S.J. Cartas dos primeiros jesuítas do Brasil. Coimbra: Tipografia da Atlantida, 1957, p. 101-118. (v. 2).

ASSUNÇÃO, Paulo de. Os Colégios Jesuíticos e a Produção e Circulação do saber no Império Colonial Português. In: RIBAS, Maria Aparecida de Araújo Barreto; SKALINSKI JUNIOR, Oriomar; TOLEDO, Cézar de Alencar Arnaut. (Orgs.). Origens da Educação Escolar no Brasil Colonial – Volume II. Maringá: EDUEM, 2014.

BITTAR, Marisa. FERREIRA Jr, Amarilio. Casas de bê-á-bá e colégios jesuíticos no Brasil do século 16. In: FERREIRA Jr, Amarilio. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. v. 1, n. 1. Educação Jesuítica no Mundo Colonial Ibérico (1549-1768) Brasilia: O Instituto, 2007.

CASIMIRO, Ana Palmira Bittencourt Santos. SILVEIRA, Camila Nunes Duarte. Notas sobre a ação pedagógica da Companhia de Jesus no Brasil de 1549 a 1599. In: TOLEDO, Cézar de Alencar Arnaut, RIBAS, Maria Aparecida de Araújo Barreto, SKALINSKI Jr, Oriomar (organizadores). Origens da educação escolar no Brasil Colonial. Vol. I Maringá: Eduem, 2012.

CONSTITUIÇÕES da Companhia de Jesus e NORMAS Complementares. São Paulo: Loyola, 1997.

COSTA, Célio Juvenal. MEN, Priscila Kelly Cantos. Características da educação nos colégios jesuíticos em Portugal e no Brasil no século XVI. In: TOLEDO, Cézar de Alencar Arnaut, RIBAS, Maria Aparecida de Araújo Barreto, SKALINSKI Jr, Oriomar (organizadores). Origens da educação escolar no Brasil Colonial. Vol. I Maringá: Eduem, 2012.

FRANCA, Leonel. O método pedagógico dos jesuítas. Rio de Janeiro: Agir, 1952.

GINZBURG, Carlo. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. In: GINZBURG, Carlo. Sinais: Raízes de um paradigma indiciário. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

INÁCIO DE LOYOLA, Santo. Exercícios Espirituais. 7a ed. São Paulo: Loyola, 2002.

KOSELLECK, Reinhart. Uma história dos conceitos: problemas teóricos e práticos. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 5, n. 10, 1992, p. 134-146.

LEITE, Serafim (S.J.). História da Companhia de Jesus no Brasil. T.7. Lisboa: Portugália; Rio de Janeiro: INL, 1938-1949.

MAINKA, Peter Johann. O início da colonização do Brasil no contexto da Expansão marítima portuguesa (1415-1549). In: TOLEDO, Cézar de Alencar Arnaut, RIBAS, Maria Aparecida de Araújo Barreto, SKALINSKI Jr, Oriomar (organizadores). Origens da educação escolar no Brasil Colonial. Vol. I Maringá: Eduem, 2012.

NÓBREGA, Manuel da. Carta ao P. Miguel de Torres, Lisboa (S.o Vicente, maio de 1556). In: LEITE, Serafim, S. J. Cartas do Brasil e mais escritos. Intr. e notas históricas e críticas: Serafim Leite S.I. Coimbra: Universidade de Coimbra, 1955. p. 207-215.

NÓBREGA, Manuel da. Carta ao P. Miguel de Torres, Lisboa (Baía, 2 de setembro de 1557). In: LEITE, Serafim, S. J. Cartas do Brasil e mais escritos. Intr. e notas históricas e críticas: Serafim Leite S.I. Coimbra: Universidade de Coimbra, 1955. p. 260-276.

PAIVA, José Maria de. Religiosidade e cultura brasileira: séculos XVI-XVII. Maringá: Eduem, 2012.

PAIVA, José Maria de. O Método Pedagógico Jesuítico: uma análise do Ratio Studiorum. Viçosa - Minas Gerais: Oficinas Gráficas da imprensa Universitária da Universidade Federal de Viçosa. 1981.

RATIO atque Institutio STUDIORUM – Organização e plano de estudos da Companhia de Jesus. In: FRANCA, Leonel, O método pedagógico dos jesuítas. Rio de Janeiro: Agir, 1952.

RODRIGUES, Francisco. A formação intellectual do jesuíta – leis e factos. Porto: Magalhães & Moniz, 1917.

RODRIGUES, Francisco. História da Companhia de Jesus na Assistência de Portugal. Tomo I – Volume I. Pôrto: Apostolado da Imprensa, 1931a.

RODRIGUES, Francisco. História da Companhia de Jesus na Assistência de Portugal. Tômo II – Volume I. Pôrto: Apostolado da Imprensa, 1931b.

WOORTMANN, K. Religião e Ciência no Renascimento. Brasílias: UNB, 1997.




DOI: https://doi.org/10.30612/rehr.v13i25.9752

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.