As narrativas das blogueiras: A escrita de “si” como empreendimento

Patrícia Carla Mucelin

Resumo


As blogueiras brasileiras Camila Coelho e Camila Coutinho se profissionalizaram no campo da moda e na Internet. As transformações nas relações sociais e nas sensibilidades que os blogs propiciaram, contribuem para compreendermos as significações acerca do tempo presente ou de um passado muito recente. Seus blogs, respectivamente “Camila Coelho” e “Garotas Estúpidas”, realizaram, através de narrativas sobre memórias pessoais, a representação da sua trajetória como escritas de “si”. Foram analisados entrevistas e testemunhos das duas blogueiras como uma proposta de buscar subsídios para compreender as suas narrativas como potenciais constituidoras de subjetividade e espaços de memória. Para tanto, é necessário perceber os blogs como um espaço alternativo de escrita e expressão criativa do “eu”.

Palavras-chave


História do Tempo Presente. Blogs. Narrativa. Memória.

Texto completo:

PDF

Referências


BRESCIANO, Juan Andrés. La historiografía en el amanecer de la cultura digital. Montevideo: Ediciones Cruz del Sur, 2010.

COELHO, Camila. Bate Papo: Eu mudei!. Blog Camila Coelho. 18 de Abril de 2015. Disponível em . Acesso em dezembro de 2017.

COUTINHO, Camila. Segredos de Fashion Week: Fitting, equipe, street style, $$$... Blog Garotas Estúpidas. 31 de Março de 2015. Disponível em . Acesso em dezembro de 2017.

DOMINGUES, Marina. Camila Coelho: como nasce uma blogueira de sucesso. Estadão. Vida & Estilo Moda. Setembro de 2014. Disponível em . Acesso em dezembro de 2016.

DOSSE, François. Renascimento do Acontecimento. São Paulo: Unesp, 2013.

FREUND, Alexander. “Os animais que confessam”: Contribuição para uma história de longa duração da entrevista de história oral. Revista tempo e argumento. Florianópolis, v. 06, n. 13, p. 203-239, 2014.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2004.

HARTOG, François. Regimes de historicidade: Presentismo e experiências do tempo. 1. ed. 2. reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

HINERASKY, Daniela Aline. O fenômeno dos blogs street-style: do flâneur ao “star blogger”. Porto Alegre, 2012. Tese. Programa de pós-graduação em Comunicação Social. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2012.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro Passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC Rio, 2006.

LEMENTY, Anna Carolina. Make-up free. Revista Estilo. Edição 149. Fevereiro de 2015 (digitalizada). Disponível em . Acesso em dezembro de 2015.

LEVY, Nathalia. “Os blogs precisam se especializar e oferecer conteúdo e embasamento”, diz Camila Coutinho. Revista Elle. Julho de 2016. Disponível em . Acesso em dezembro de 2016.

MACHADO, Wladimir Silva. Do podrinho ao vintage: a visualidade nos blogs de moda e a publicidade em imagens de look do dia. Goiânia, 2013. Dissertação. Programa de pós-graduação em Arte e Cultura Visual. Universidade Federal de Goiás.

NORA, Pierre. Entre memória e história. A problemática dos lugares. Revista Projeto História. São Paulo: v. 10, p. 7-28, dez. 1993.

OLIVEIRA, Bruno Lima. Blogs: constituição de si e memória do presente – nova forma de labor literário. In: OSWALD, DO COUTO, WORCMAN (orgs.). Narrativas digitais, memórias e guarda. Curitiba: CRV, 2014.

OLIVEIRA, Márcia Ramos de; MUCELIN, Patrícia Carla. Os blogs sob o olhar do historiador. In: RODRIGUES, Rogério Rosa (Org). Possibilidades de pesquisa em história. São Paulo: Contexto, 2017.

PACCE, Lilian. Blogueira & empresária: Camila Coutinho. Plataforma Lilian Pacce. Dezembro de 2013. Disponível em . Acesso em dezembro de 2016.

SIBILIA, Paula. O show do eu: A intimidade como espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 2016.

SILVA, Cristiani Bereta da. Narrativas digitais sobre os exames de admissão ao ginásio: ego-documentos e cultura escrita na história do tempo presente. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis: v. 7, n.15, p. 5-41. Maio/ago. 2015.

TANCREDI, Thamires. Entrevista! Blogueira de moda mais influente do Brasil, Camila Coutinho fez de seu nome uma grife. Revista Donna. Janeiro de 2016. Disponível em . Acesso em julho de 2016.

WESCHENFELDER, Aline. Transformações da expert em celebridade: O caso Camila Coelho. In: Colóquio Semiótica das Mídias, 3, 2014, Japaratinga. Anais. Japaratinga: Centro Internacional de Semiótica e Comunicação. 2014. p. 1-13.




DOI: https://doi.org/10.30612/rehr.v12i24.8483

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.