Escafandristas do “eu”: perspectivas teóricas sobre os usos da biografia como fonte

Adriana Fraga Vieira

Resumo


Este artigo discute os aspectos teóricos da biografia nos debates historiográficos em relação às possibilidades do conhecimento histórico. Inicialmente realiza-se um movimento sobre os usos e significados da biografia em outras temporalidades, a seguir desloca-se o olhar para os debates que possibilitaram o “retorno da biografia” nos anos 1970. Até o século XIX as biografias assinalavam o caráter exemplar de uma vida, a partir daí, a questão da “verdade” e da narrativa colocou-as em suspeição e rejeição. O movimento de renovação historiográfica dos anos 1970 e 1980 propõem novos debates sobre o papel dos indivíduos nas mudanças e permanências históricas, celebrando a subjetividade e a individualidade. Atualmente os projetos biográficos buscam pensar a característica fragmentária e plural de uma vida individual e seu papel dentro do motor da história.

Palavras-chave


Biografia. História. Historiografia.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE JR, D.M. O significado das pequenas coisas: história, prosopografia e biografemas. In: AVELAR, Alexandre de Sá; SCHMIDT, Benito Bisso (Orgs.). Grafia da Vida: Reflexões e experiências com a escrita biográfica. São Paulo: Letra e Voz, 2012, p.15-38.

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Tradução Paloma Vidal. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2010.

ARTIÈRES, P. “Arquivar a própria vida”. Estudos Históricos, nº 21: Arquivos Pessoais. Rio de Janeiro, Cpdoc/FGV, 1998.

AVELAR, Alexandre de Sá. A biografia como escrita da História: possibilidades, limites e tensões. Dimensões, v. 24, 2010, p. 157-172.

AVELAR, Alexandre de Sá; SCHMIDT, Benito Bisso (Orgs.). Grafia da Vida: Reflexões e experiências com a escrita biográfica. São Paulo: Letra e Voz, 2012.

BORGES, Vavy Pacheco. “O ‘eu’ e o ‘outro’ na relação biográfica: algumas reflexões”. In: NAXARA, M., Marson, I.; BREPOHL, M. (Org.) Figurações do Outro. Uberlândia: EDUFU, 2009.

BURKE, Peter. A invenção da biografia e o individualismo renascentista. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, n.19, 1997.

BOURDIEU, Pierre. “A Ilusão biográfica”. In: J.Amado e M.M Ferreira (orgs.). Usos e Abusos da história Oral. 7º Ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005, p.183-192.

CHARTIER, Roger & Bourdieu, Pierre. O sociólogo e o historiador. São Paulo: Autentica, 201, p.124-126.

COSTA, Arrisete C.L. Biografias Históricas e Práxis Historiográfica. Saeculum – Revista de História, n. 23. João Pessoa, julho/dezembro 2010, p.19-33.

DOSSE, François. O desafio biográfico: escrever uma vida. São Paulo: Edusp, 2009.

FUKELMAN, Clarisse (Org.). Eu assino embaixo – Biografia, Memória e Cultura. Rio de Janeiro: Eduerj, 2014.

LEVI, Giovanni. A herança imaterial: trajetória de um exorcista no Piemonte do Século XVII. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

LEVI, Giovanni. Usos da Biografia. In: J. Amado e M.M Ferreira (orgs.). Usos e Abusos da história Oral. 7º Ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005, p.167-182.

LEVILLAIN, Philippe. Os protagonistas: da biografia. In: RÉMOND, René. Por uma História Política. Tradução de Dora Rocha. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1996.

LORIGA, Sabina. O Pequeno X: da biografia à história. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

LORIGA, Sabina. A biografia como problema. In: REVEL, Jacques (Org.). Jogos de Escalas: a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: FGV Editora, 1998.

MAGALHAES, Luiz Otávio de. Plutarco: historiografia e biografia na literatura greco-romana. História da Historiografia. Ouro Preto / Edufop, 2009, número 3, setembro 2009, 181-187.

MALCOLM, Janet. A mulher calada: Sylvia Plath. Ted Hughes e os limites da biografia. Tradução Sergio flaksman. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

RAGO, Margareth. A aventura de contar-se: feminismo, escrita de si e invenção da subjetividade. Campinas, São Paulo: Editora da Unicamp, 2013.

SCHMIDT, Benito Bisso. Quando o historiador espia pelo buraco da fechadura: biografia e ética. História (São Paulo. Online), v.33, n.1, p. 124-144, jan./jun. 2014.

SCHMIDT, Benito Bisso. Construindo biografias. Historiadores e jornalistas: aproximações e afastamentos. In: Estudos Históricos, Rio de Janeiro, n. 19, 1997.

SILVA, Maria Aparecida de Oliveira. Plutarco historiador: análise das biografias espartanas. São Paulo: Edusp, 2006

SOUZA, Adriana Barreto e LOPES, Fábio Henrique. Entretien avec Sabina Loriga: la biographie comme un problème. In: história da historiografia: Ouro Preto/ nº 9, agosto, 2012, p. 26-37.

Disponível em: https://www.historiadahistoriografia.com.br/revista/article/viewFile/503/270. Acesso em 28/05/2016.




DOI: https://doi.org/10.30612/rehr.v12i23.6867

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.