Vírus Zika na história das doenças: da malformação na gestação às políticas públicas no campo da saúde reprodutiva da mulher

Reynaldo José Loio Alves

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar elementos presentes em fontes documentais sobre a epidemia de Zika vírus e a ocorrência de microcefalia no Brasil de 2015 à atualidade. Este trabalho discute o problema com base no referencial teórico da historiografia da saúde e história das doenças, de modo que os conceitos abordados contextualizam a etiologia da doença, o contexto epidêmico, as ações estatais, a questão dos direitos da mulher no que tange à saúde reprodutiva, tal como a importância da dimensão social da doença presente nos campos da saúde pública e da ciência. As fontes documentais foram extraídas dos documentos do Ministério da Saúde, que são: o Protocolo de Atenção à saúde e resposta à ocorrência de Microcefalia relacionada à infecção pelo Vírus Zika (2015) e a Cartilha de Informação ao público - Vírus Zika, v. 2 (2016).

Palavras-chave


Zika vírus. Saúde reprodutiva da mulher. História.

Texto completo:

PDF

Referências


ARMUS, Diego. Discursos, políticas y experiencias en la historia de las enfermedades. In. BIENART, Carolina. Historia de la salud y la enfermedad bajo la lupa de las ciencias sociales. Buenos Aires: Biblios. 2014.

BAUM, Paige et. al. Garantindo uma resposta do setor de saúde com foco nos direitos das mulheres afetadas pelo vírus Zika. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 32(5):e00064416, maio 2016. Ver em: http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00064416

BROWN, Th. M.; CUETO, M.; FEE, E.: A transição de saúde pública ‘internacional’ para global’ e a Organização Mundial da Saúde. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 13, n. 3, p. 623-47, jul.-set. 2006.

DINIZ, Debora. Vírus Zika e mulheres. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 32(5):e00046316, maio 2016. Ver em: http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00046316

DUARTE, Elisete; GARCIA, Leila Posenato. Pesquisa e desenvolvimento para o enfrentamento da epidemia pelo vírus Zika e suas complicações. Epidemiol. Serv. Saude, Brasília. 25(2):231-232, abr-jun 2016 Ver em: http://doi:10.5123/S1679-49742016000200001

FLECK, Ludwik. Gênese e Desenvolvimento de um Fato Científico. Belo Horizonte: Fabrefactum Editora. 2010.

GARCIA, Tarcila Santos. A loucura impressa: uma representação social da loucura na mídia impressa, no contexto da Crise da Dinsam (1978-1982). Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde) – COC/Fiocruz, Rio de Janeiro, 2015. 122 f.

HERZLICH, Claudine. A Problemática da Representação Social e sua Utilidade no Campo da Doença. Physis: Revista de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, 15(Suplemento): 57-70, 2005.

HERZLICH, Claudine. Saúde e doença no início do século XXI: entre a experiência privada e a esfera pública. Physis: Revista de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro,14(2): 383-394, 2004.

HOCHMAN, Gilberto; Armus, Diego (orgs.). Introdução. In: Cuidar, controlar, curar - ensaios históricos sobre a saúde e doença na América Latina e Caribe. Coleção História e Saúde. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2004, p. 11-28.

NASCIMENTO, Dilene Raimundo do. A representação social das doenças como peste. Boletim Eletrônico da Sociedade Brasileira de História da Ciência. B. 2, n.2. Março de 2014.

NASCIMENTO, Dilene Raimundo do. As pestes do século XX: tuberculose e Aids no Brasil, uma história comparada. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz. 2005.

PITANGUY, Jacqueline. Os direitos reprodutivos das mulheres e a epidemia do Zika vírus. Cad. Saúde Pública. Rio de Janeiro, 32(5):e00066016, maio 2016. Ver em: http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00066016

LUZ, Kleber Giovanni; SANTOS, Glauco Igor Viana dos; VIEIRA, Renata de Magalhães. Febre pelo vírus Zika. Epidemiol. Serv. Saúde. Brasília, 24(4):785-788, out-dez 2015. Ver em: http://doi:10.5123/S1679-49742015000400021

ROSENBERG, Charles E. e GOLDEN, Janet (ed). Framing disease. Studies in cultural history. New Brunswick: Rutgers University Press,1997.

VALLE, Denise Valle; PIMENTA, Denise Nacif; AGUIAR, Raquel. Zika, dengue e chikungunya: desafios e questões. Epidemiol. Serv. Saude. Brasília, 25(2): 419-422, abr-jun 2016. Ver em: http://doi:10.5123/S1679-4974201600020002

ZIKA. Direção: Débora Diniz. Itinerante Filmes. 2016. (29m29s). Acesso: https://www.youtube.com/watch?v=m8tOpS515dA




DOI: https://doi.org/10.30612/rehr.v12i23.6240

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.