O percurso histórico da organização política por direitos sexuais de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais em Mato Grosso do Sul

Antonio Carlos Sardinha

Resumo


O artigo apresenta os principais resultados de estudo sobre a trajetória histórica e as características que marcaram a constituição do movimento social de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBTT) em Mato Grosso do Sul. O resgate histórico desse movimento social, por meio de pesquisa exploratória, busca contribuir com a construção da memória de luta política pela garantia de direitos humanos a identidades sexuais que demarcaram, a partir da atuação pública, espaço próprio de interlocução em meio às demandas colocadas por outros grupos na esfera de conflito que permeia as lutas sociais. Registra-se que, no Mato Grosso do Sul, a organização política de LGBTTs tem constituição recente e é marcado pelo protagonismo das travestis e transexuais, aspecto esse a ser destacado na comparação com o movimento LGBT brasileiro.

Palavras-chave


Movimentos Sociais. Sexualidade. Mato Grosso do Sul.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.