A leitura da obra de José J. Veiga e a construção de saberes geográficos no ensino fundamental

Alex Tristão de Santana, Tatielle Esteves de Araújo Tristão

Resumo


A leitura é uma prática social carregada de sentido espaço-temporal e se modifica de acordo com os novos conteúdos sociais e com as trajetórias socioespaciais dos sujeitos leitores. Numa sociedade marcada pelo discurso do conhecimento, da ciência e da tecnologia, dominar determinados códigos linguísticos e exercitar a leitura associativa e cumulativa tornou-se algo imprescindível. Isso sugere problematizar as práticas de leitura, uma vez que esta habilidade é golpeada por um mundo atravessado pela fragmentação da vida cotidiana, pela força das redes e pela imposição do consumo, sobretudo nos espaços metropolitanos. Estas indicações recomendam que a juventude contemporânea desenvolve novas experiências com universo da leitura e da escrita. Com isso, se propõe interpretar a relação entre Geografia e Literatura, através da análise da leitura geográfica que os alunos do Ensino Fundamental do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicados à Educação, da Universidade Federal do Goiás (CEPAE/UFG), realizaram do conto “A Máquina Extraviada”, de José J. Veiga. A metodologia empregada consistiu na aplicação de atividade de leitura e escrita em sala de aula, com posterior análise dos textos produzidos pelos alunos.

Palavras-chave


Prática de leitura. Juventude. Ambiente escolar. Geografia. Literatura.

Texto completo:

PDF

Referências


AURORA NETA, Maria. Jovens leituras e jovens leitores. In.: SANTOS, A. P. et al. Leitura, Espaço e Sujeito. Goiânia: FIC/FUNAPE/LABOTER, 2014.

BRAGA, Helaine da Costa; ALMEIDA, Maria Geralda. A interface da geografia com a literatura: reflexões sobre fundamentos teóricos e metodológicos. In.: SANTOS, A. P. et al. Leitura, Espaço e Sujeito. Goiânia: FIC/FUNAPE/LABOTER, 2014.

CHARTIER, Roger. Do livro à leitura. In: CHARTIER, Roger (Org.). Práticas de leitura. Trad. Cristiane Nascimento. São Paulo: Estação Liberdade, 1996. pp. 77-105.

______. Textos, impressos, leituras. In.: ______. A história cultural: entre práticas e representações. Trad. M. Galhardo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990. pp. 121-139.

CHAVEIRO, Eguimar Felício; CALAÇA, Manuel. A dinâmica demográfica do Cerrado: o território goiano apropriado e cindido. In.: GOMES, Horieste (Org.). Universo do Cerrado. Goiânia: Ed. da UCG, 2008.

ECO, Umberto. O leitor-modelo. In.: ______. Lector in fabula: a cooperação interpretativa nos textos narrativos. Trad. Attílio Cancian. São Paulo: 1986. pp. 35-51.

FOUCAULT, Michel. Resumo do curso. In.: ______. A hermenêutica do sujeito: curso dado no Collège de France (1981-1982). Trad. Márcio A. Fonseca e Salma T. Nuchail. 3ª ed. São Paulo: WMF Martinsfontes, 2010. pp. 441-454.

LUSTOSA, Isabel. Conversa com Roger Chartier (2004). Disponível em: Acesso em: 10 nov. 2015.

MANGUEL, Alberto. Uma história da leitura. Trad. Pedro Maia Soares. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

______. À mesa com o Chapeleiro Maluco: ensaios sobre corvos e escrivaninhas. Trad. Josely Vianna Baptista. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

ORLANDI, Eni Pulcinelli. O inteligível, o interpretável e o compreensível. In.: ______. Discurso e leitura. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

SANTOS, A. P.; CHAVEIRO, E. F.; VILELA, B. P. Espaço e leituras fragmentadas: construção de leitores e preconceitos em leitura. In.: SANTOS, A. P. et al. Leitura, Espaço e Sujeito. Goiânia: FIC/FUNAPE/LABOTER, 2014.

SANTOS, Milton. Por outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 17. ed. Rio de Janeiro: Record, 2008.

SOUZA, Agostinho P. de. Um olhar crítico sobre o nosso tempo: uma leitura da obra de José J. Veiga. Campinas: Editora da UNICAMP, 1990.

VEIGA, José J. A hora dos ruminantes. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

______. A máquina extraviada. In.: ______. A máquina extraviada. Rio de Janeiro: Prelo, 1968. pp. 93-97.

WOLF, Maryanne; BARZILLAI, Mirit. Th e Importance of Deep Reading (2009). Acesso em: 10 nov. 2015.




DOI: https://doi.org/10.30612/el.v8i15.7299

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.