DISCUTINDO O PARADIGMA DA QUESTÃO AGRÁRIA: O MOVIMENTO DESIGUAL E CONTRADITÓRIO DO DESENVOLVIMENTO CAPITALISTA NO CAMPO BRASILEIRO

Rodrigo Simão Camacho

Resumo


Vamos discutir neste texto o Paradigma da Questão Agrária. Revelando as diferenças de suas duas correntes. Os autores Kautsky e Lênin escreveram as obras seminais desse paradigma. Os principais elementos de análise desse paradigma são: a renda da terra, a diferenciação econômica do campesinato e a desigualdade social geradas pelo desenvolvimento do capitalismo. Defendemos a vertente que entende que o desenvolvimento do capitalismo no campo se faz a partir de um movimento desigual e contraditório. Isto significa que existe um processo de produção de capital por meio de relações não-capitalistas. Por isso, o campesinato é uma classe social inerente a contradição do modo de produção capitalista e não um resíduo social em vias de extinção.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/el.v2i3.719

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.