As propostas de planejamento governamental do início dos anos 2000 em questão: avanços e limites do “novo discurso”

Gilson Carlos Visú, Guilherme Marini Perpetua, José Roberto Stein Quast

Resumo


O alvorecer do século XXI foi marcado por mudanças significativas em relação ao modelo de desenvolvimento adotado pelos governos brasileiros e, por conseguinte, às ações do planejamento voltadas para a promoção do desenvolvimento. Fundadas nas críticas em relação ao planejamento neoliberal ortodoxo, surgem novas propostas, como, por exemplo, aquelas pautadas pela economia solidária ou popular. O objetivo do presente artigo é apresentar e analisar tais proposituras, à luz dos elementos compositivos do planejamento estatal predominante no período anterior, buscando avaliar em que medida elas realmente são capazes de promover sua real superação ou tão somente sua manutenção e readaptação para o novo contexto interno e externo.

Palavras-chave


planejamento governamental; neoliberalismo; eixos de integração e desenvolvimento (EIDs); economia solidária; economia popular.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.