A dialética do trabalho e da formação do trabalhador: por uma proposta de educação emancipadora

Cristiane Aparecida Baquim, Joana D’Arc Germano Hollerbach

Resumo


Analisaremos neste texto a relação entre trabalho e educação na sociedade capitalista atual e as implicações das relações estabelecidas socialmente para a formação de jovens no contexto da reestruturação produtiva, articulando tal discussão à apresentação da proposta “inovadora” do governo de Minas Gerais para o Ensino Médio, na gestão de Antônio Anastasia. Para tanto, retomaremos o conceito de trabalho da obra de Marx (2012) e a concepção de trabalho como princípio educativo em Gramsci (2011), considerando que essa, ainda hoje, é uma proposta de educação emancipadora que não encontra ressonância nas políticas para a formação da juventude que são engendradas no nível do Ensino Médio. Concluímos que a lógica dualista e excludente desse nível de escolaridade, que mantém uma escola profissionalizante para os que precisam garantir a sobrevivência imediata e uma escola humanista para alguns poucos dirigentes, precisa ser rompida se quisermos também romper com o modelo de exploração do trabalho vigente na nossa sociedade, para o que se faz fundamental uma formação ampla, sólida, para todos, que incorpore a perspectiva humanista e tecnológica.

Palavras-chave


Trabalho e Educação. Ensino Médio. Trabalho como princípio educativo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Giovanni. Dimensões da reestruturação produtiva: ensaios de sociologia do trabalho. 2. ed. São Paulo: Práxis, 2007.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? 13. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

______. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2009.

BANCOS privados fecham 7.000 empregos entre janeiro e setembro de 2013. São Paulo: UOL, 2013. Disponível em: http://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2013/10/29/bancos-privados-fecham-7000-empregos-entre-janeiro-e-setembro-de-2013.htm>. Acesso em:

out. 2013.

BAQUIM, C. A. Minas aponta o caminho: a reforma educacional mineira na década de 90. 2003. 287 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2003.

BRASIL. EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 59, de 11 de novembro de 2009. Acrescenta § 3º ao art. 76 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e á outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao /Emendas/ Emc/ emc

htm Acesso em: maio/2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Programa Brasil Alfabetizado. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17457&Itemid=817 Acesso em: maio/2015.

CASALLI, A. et al. (org.). Empregabilidade e educação: novos caminhos no mundo do trabalho. São Paulo: EDUC, 1997.

DRAIBE, Sônia Maria. As políticas sociais e o neoliberalismo: reflexões suscitadas pelas experiências latino-americanas. Revista USP, São Paulo, n. 17, 1994. p. 86-101.

ENGELS, Friederich. O papel do trabalho na transformação do macaco em homem. 1876. Disponível em: http://www.marxists.org/portugues/marx/1876/mes/macaco.htm Acesso

em: 20 out. 2013.

GRAMSCI, A. Concepção dialética da história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

______. Cadernos do cárcere. 6. ed. Vol. 2. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

KUENZER, Acácia Zeneida. Da dualidade assumida à dualidade negada: o discurso da flexibilização justifica a inclusão excludente. Educ. Soc., Campinas, v. 28, n. 100 – Especial, p.1153-1178, out. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a

pdf Acesso em: jun. 2013.

MARX, Karl. A miséria da filosofia. São Paulo: Global, 1985.

______. A questão judaica. 1989. Disponível em: http://www.lusosofia.net/textos/marx_questao_judaica.pdf Acesso em: 15 jan. 2014.

______. Capital: crítica da economia política. 30. ed. Livro I, v. 1. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

______. Capítulo VI inédito. In.:______. O Capital. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2004.

MINAS GERAIS. SEE/MG. Novo ensino médio (Reinventando o Ensino Médio). 2012a. Disponível em: http://www.educacao.mg.gov.br/component/gmg/action/2825-novo-ensinomedio-reinventando-o-ensino-medio Acesso em: maio 2014.

______. SEE/MG. Reinventando o ensino médio: caderno de orientações. 2012b. Disponível em: http://www.educacao.mg.gov.br/images/stories/reinventando/REINVENTANDO_ENSINO_MEDIO_CADERNO_ORIENTACOES_WEB.pdf Acesso em: maio/2014.

______. SEE/MG. Resolução SEE no 2251, de 2 de janeiro de 2013. Dispõe sobre a implantação do projeto Reinventando o Ensino Médio que institui e regulamenta a organização curricular a ser gradativamente implantada nos cursos de ensino médio regular da rede estadual de ensino de Minas Gerais. Belo Horizonte: SEE/MG, 2013a.

______. SEE/MG. Resolução SEE nº 2486, de 20 de dezembro de 2013. Dispõe sobre a universalização do Reinventando o Ensino Médio nas Escolas da rede pública estadual de Minas Gerais. 2013b. Disponível em: http://jornal.iof.mg.gov.br/xmlui/handle/123456789/110853?paginaCorrente=001&posicaoPagCorrente=110807&linkBase=http%3A%2F%2Fjornal.iof.mg.gov.br%3A80%2Fxmlui%2Fhandle%2F123456789%2F&totalPaginas=108&paginaDestino=47&indice=0 Acesso em: maio/2014.

NOSELLA, Paolo. Ensino Médio: em busca do princípio pedagógico. Educação e Sociedade, Campinas, v. 32, n. 117, p. 1051-1066, out.-dez. 2011. Disponível: em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010173302011000400009&lng=en&nrm=iso Acesso em: jun./2013.

______. Ensino médio: unitário ou multiforme? Revista Brasileira de Educação, v. 20 n. 60, p. 121-142, jan.-mar. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v20n60/1413-2478-rbedu-20-60-0121.pdf Acesso em: maio)2015.

OLIVEIRA, D. A. Política educacional nos anos 1990: educação básica e empregabilidade. In: DOURADO, L. F.; PARO, V. H. (Orgs.). Políticas Públicas & Educação Básica. São Paulo: Xamã, 2001. p. 105-121.

SIMIONATO, Ivete. A concepção de hegemonia. In: SIMIONATO, Ivete. Gramsci: sua teoria, incidência no Brasil, influência no Serviço Social. Florianópolis: Ed. Da UFSC; São Paulo: Cortez, 1999, p.37 -50.

SOUZA, José dos Santos. Trabalho, juventude e qualificação profissional: a pedagogia da hegemonia das políticas de inclusão de jovens no Brasil. In: I Seminário Nacional de Sociologia e Política da UFPR, 2009, Curitiba. Seminário Nacional Sociologia e Política (online). Curitiba/PR: UFPR, 2009, p. 01-18.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.