Saberes e práticas pedagógicas que influenciam na construção da identidade do professor virtual

Elizabeth Matos Rocha

Resumo


O texto em tela apresenta e discute a formação do professor que ensina em espaços virtuais. Tais discussões elencam os saberes e as práticas pedagógicas inerentes às especificidades desses espaços e que influenciam na construção da identidade docente. O texto respalda-se, centralmente, nas questões refletidas por Stuart Hall (2006), a cerca das novas identidades decorrentes da diversidade social e que deixam o indivíduo moderno fragmentado. Essas questões são discutidas no âmbito da EaD digital, tendo na formação do professor seu objeto de estudo. Sabese que o professor do século XXI e, essencialmente, o professor virtual, se insere no seio de uma sociedade multicultural, crítica, permanentemente, mutável. E nesse sentido, os diferentes olhares e suas convergências, considerando a sala de aula virtual, incorporam diversas mídias, múltiplas linguagens e comunicações que exigem do professor aquisição de outros saberes, outras práticas pedagógicas que vão além de saber lidar com a opinião do outro, mas que implicam admitir e aceitar a edição do outro, muitas vezes em tempo real, a partir da interação mediada por computador.

Palavras-chave


Identidade. Educação a Distância (EaD). Professor virtual.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, L. Aparelhos ideológicos de Estado. Rio de Janeiro: Graal,

BLOOM, B. S. What we are learning about teaching and learning: a

summary of recent research. Principal, v. 66, n. 2, p. 6-10, 1986.

BOURDIEU, P. e PASSERON, JC. A reprodução. Rio de Janeiro:

Francisco Alves, 1975.

BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de Dezembro de 2005. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/decreto/D5622.htm Acesso em: 02 jun. 2012.

BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm Acesso em: 02 jun.

BRZEZINSKI, Z. La era tecnotrónica. Buenos Aires: Sudamericana, 1972.

CAMPOS, Dinah Martins de Souza. Psicologia da aprendizagem. 31 ed.

Petrópolis: Vozes, 2001.

CENSO EaD: Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil

São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012. Disponível em:

http://www.abed.org.br/censoead/CensoEaDbr0809_portugues.pdf

Acesso em: 27 mai. 2012.

DUAYER, Mário. Ontologia na ciência econômica: realismo ou ceticismo

instrumental? Niterói: UFF, 2003.

FERRAZ, Ana Paula do Carmo Marcheti e BELHOT, Renato Vairo.

Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do

instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gest. Prod., São

Carlos, v. 17, n. 2, p. 421-431, 2010. Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/gp/v17n2/a15v17n2.pdf Acesso em: 05 jun.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro:

DP&A, 2006.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Ofício de cartógrafo: travessias latinoamericanas da comunicação na cultura. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

MORAES, Maria Célia Marcondes de. Recuo da teoria: dilemas da pesquisa

em educação. Revista Portuguesa. Braga: Portugal, nº 14, 2001. Disponível em: http://redalyc.uaemex.mx/src/inicio/ArtPdfRed.jsp?iCve=37414102 Acesso em: 20 mai. 2012.

MORAES, Maria Célia Marcondes de e MÜLLER, Ricardo Gaspar.

História e experiência: contribuições de E. P. Thompson à pesquisa em

educação. Perspectiva, Florianópolis, v. 21, n. 02, p. 329-349, jul./dez.

PRIMO, Alex. Interação mediada por computador: comunicação,

cibercultura, cognição. Porto Alegre: Sulina, 2007.

SANTOS, Geandra Cláudia Silva. Formação de professores como produção

subjetiva: propondo reflexões e diálogos. In: LIMA, Isaías Batista de (org.). Didática, Educação Ambiental e Ensino de Ciências e Matemática:

Múltiplos olhares. Fortaleza: EdUECE, 2013.

SCHAFF, Adam. A sociedade informática. São Paulo: Brasiliense, Unesp,

SILVA, Tomaz Tadeu da. Teorias do currículo: uma introdução crítica.

Porto: Porto Editora, 2000.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis:

Vozes, 2007.

TARDIF, Maurice. & LESSARD, Claude (org.). O ofício de professor:

história, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis: Vozes, 2008.

TYLER, Ralph W. Princípios básicos de currículo e ensino. Porto Alegre:

Globo, 1974.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.