Reflexões sobre o processo civilizador nos níveis histórico, social e individual

Célio Juvenal Costa

Resumo


O artigo propõe uma reflexão acerca do ser humano e suas distintas relações. Para tal, nos limites dos objetivos formais do presente trabalho, faz-se uso da teoria de Norbert Elias sobre o assunto, teoria que é expressa, principalmente, em dois textos: Sobre seres humanos e suas emoções: um ensaio sob a perspectiva da sociologia dos processos, do próprio Elias, e O processo civilizador e a domesticação do fogo de J. Goudsblom. É um exercício de leitura histórica do ser humano, procurando seguir a metodologia proposta por Goudsblom de salientar que o processo civilizador se dá em três níveis. Assim, o texto também tem três partes correspondentes: na primeira apresento o nível histórico, destacando, para tanto, o fogo e a formação do homem como ser que se fez social; na segunda parte apresenta-se como estudo do nível social o exemplo de Aristóteles e sua reflexão do ser humano enquanto ser político e arauto do processo civilizador; e, na terceira parte, como apreensão do nível individual, propõe-se a leitura de Gilberto Freyre, particularmente Casa-Grande e Senzala, procurando mostrar que o processo civilizador não pode ser visto de forma teleológica, utilizando como parâmetro o já famoso termo freyriano do processo sifilizador que ocorreu no Brasil. Fundamentalmente, o que se procura é realizar uma reflexão que nunca perde de vista algo muito importante na área da educação: o homem enquanto um ser que se fez e se faz historicamente.

Palavras-chave


Educação. Norbert Elias. Processo Civilizador

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Política. Brasília: Universidade de Brasília, 1988.

ELIAS, N. O processo civilizador:uma história dos costumes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar ed., 1994, vol. 1.

ELIAS, N. Sobre os seres humanos e suas emoções: um ensaio sob a perspectiva da sociologia dos processos. In: GEBARA, A.; WOUTERS, C. O controle das emoções. João Pessoa: Editora da UFPB, 2009.

FREYRE, G. Casa-Grande & Senzala. RJ/Brasília: José Olympio/INL-MEC, 1980.

GOUDSBLOM, J. O processo civilizador e a domesticação do fogo. Texto digitado. Tradução de Ademir Gebara, 2000.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.