Formação de professores por meio da educação a distância

Willams dos Santos Rodrigues Lima, Maria Amábia Viana Gomes

Resumo


Este artigo discute e expõe duas concepções diferentes de formação continuada dos professores em Educação a Distância (EaD), apresenta a relevância da modalidade a fim de minimizar a exclusão e de proporcionar aos professores reflexão sobre as práticas pedagógicas. Alerta para os cursos de formação fragmentados e esvaziados, que não atendem a realidade docente e desqualificam a modalidade. Aborda a modalidade numa perspectiva crítica e aponta proposta de formação que concebe o professor como sujeito e que contribui na construção de sua identidade profissional.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. E. B. Educação, ambientes virtuais e interatividade. In: SILVA, M. (Org). Educação online: teorias, praticas, legislação, formação corporativa. 3 ed. São Paulo: Loyola, 2011, p. 173-201.

CASTRO, A. M. Política de educação à distância: uma estratégia de formação continuada de professores. Natal: Edufrn, 2005.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 50ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

GADOTTI, M. Boniteza de um sonho: ensinar e aprender com sentido. Novo Hamburgo: Feevale, 2003.

IMBERNÓM, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2004.

KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. São Paulo: Papirus, 2003.

LIBÂNEO, J. C. Congressos, encontros, seminários de educação: espaços de desenvolvimento profissional ou mercado de entusiasmo? Revista de Educação da AEC, Ano 27, n. 109, out./dez. 1998.

LOBO NETO, F. J. Regulamentação da educação à distância: caminhos e descaminhos. In: SILVA, M. (Org.). Educação online: teorias, praticas, legislação, formação corporativa. 3 ed. São Paulo: Loyola, 2011, p. 401-405.

NEDER, M. L. A educação à distância e a formação de professores: possibilidades de mudança paradigmática. In: PRETI, O. (Org). Educação à distância: sobre discursos e práticas. Brasília: Líber, 2005. p. 47 - 87.

NEVES, Y. P. Evasão nos cursos a distância: curso de Extensão TV na Escola e os Desafios de Hoje. Dissertação de Mestrado em Educação – Universidade Federal de Alagoas, 2006.

OKADA, A. L. Desafios para EAD: como fazer emergir a colaboração e a cooperação em ambientes virtuais de aprendizagem? In: SILVA, M. (Org.). Educação online: teorias, praticas, legislação, formação corporativa. 3 ed. São Paulo: Loyola, 2011, p. 273 - 291.

PRETI, O; et al. Educação à distância: sobre discursos e práticas. Brasília: Líber, 2005.

RAMAL, A. C. Educação com tecnologias digitais: uma revolução epistemológica em mãos do desenho instrucional. In: SILVA, M. (Org.). Educação online: teorias, praticas, legislação, formação corporativa. 3 ed. São Paulo: Loyola, 2011, p. 183 - 198.

RODRIGUES, C. A. Mediações na formação à distância de professores: autonomia, comunicação e prática pedagógica. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Bahia: Salvador, 2006. Disponível em: http://www.repositorio.ufba.br:8080/ri/handle/ri/11740 Acesso em: 03 maio de 2016.

SACRISTÁN, J. G. Consciência e acção sobre a prática com libertação profissional dos professores. In: NÓVOA, A. (Org.). Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1995. p. 63 - 91.

TOSCHI, M. S. Formação de professores reflexivos e TV Escola: equívocos e potencialidade sem um programa governamental de educação à distância. 1999. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Metodista de Piracicaba. Piracicaba 1999.

______. TV Escola: o lugar dos professores na política de formação docente. In: BARRETO, R. G. (Org.). Tecnologias educacionais e educação a distância: avaliando políticas e práticas. Rio de Janeiro: Quartet, 2003, p. 85 -104.




DOI: https://doi.org/10.30612/eadtde.v5i7.6070

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.