Análise da violência doméstica no município de Jardim, Mato Grosso do Sul: algumas considerações sobre o papel da gestão pública.

Marcilene Romeiro Moraes

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar a violência em mulheres no município de Jardim, destacando o histórico de notificações do ano de 2013 e sua distribuição em vilas e bairros da cidade. O trabalho propõe apresentar dados estatísticos para auxiliarem nas ações desenvolvidas pelos centros de referência e atendimento a mulher, bem como auxiliar os agentes comunitários de saúde a orientar as famílias nas denúncias, visando uma melhor qualidade de vida da população Jardinense. Dessa forma, este artigo contribuirá para uma avaliação de como e onde estão localizadas as áreas de maior incidência das violências, descrevendo e analisando as localidades no intuito de auxiliar o trabalho dos gestores públicos dos centros de referência e nas equipes de saúde da família de cada localidade, desenvolvidas pelos agentes comunitários de saúde.

Palavras-chave


Violência doméstica. Mulher. Saúde da Família.

Texto completo:

PDF

Referências


LOURENÇO, Nelson. LISBOA, Manuel. PAIS, Elza. Violência contra as mulheres Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres. Lisboa, 1997.

COSTA, José Martins Barra da. Sexo, Nexo e Crime. Lisboa: Edições Colibri, 2003.

PORTUGAL, Sílvia. “De que falamos quando falamos de violência doméstica?” Coimbra: Quarteto, 2003.

FONSECA, Lígia. SOARES, Catarina. VAZ, Júlio. A Sexologia – perspectiva multidisciplinar II. Coimbra: editora Quarteto, 2003.

MACHADO, Carla e Gonçalves. ABRUNHOSA, Rubem. Violência e Vítimas de Crimes. Coimbra: Editora Quarteto, 2003.

PORTAL DA SAÚDE: Sistema de informação de agravos de notificação –

SINAN Disponível em: http://dtr2004.saude.gov.br/sinanweb/. Acessado em: 03/06/2014 as 11h01minh.

http://www.ibge.gov.br/ acessado em: 30.06.2014 as 10h49minh.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.