Os fluxos, as relações e os agentes envolvidos na produção e comercialização do café produzido atualmente no Brasil

Amanda Duarte Mergulhão

Resumo


A cultura secular da produção de café tem papel de destaque nas exportações brasileiras. As negociações dos preços nos mercados internacionais influenciam na escolha dos tipos de café a serem plantados, na possibilidade de ampliar ou não a industrialização do café verde para venda no mercado doméstico, na contratação de mão-de-obra para trabalhar nas plantações e na quantidade de estoques do grão. Atualmente, o consumo do café está em crescimento, mas a indústria decide a quantidade a ser produzida de acordo com os preços estimados e a quantidade do produto já disponível. Dentre as empresas torrefadoras se destacam grandes grupos econômicos, enquanto cooperativas, pequenos e médios produtores tem participação marcante na produção do café em grão nacional. Estudar estas e demais características presentes nas relações entre os agentes que participam do circuito espacial de produção do café são objetivos deste trabalho que é enriquecido com dados provenientes de diversas fontes oficiais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5418/RA2017.1322.0003

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

 


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.