RISCOS, VULNERABILIDADES E RESILIENCIA SOCIOAMBIENTAIS URBANAS: INOVAÇÕES NA ANALISE GEOGRÁFICA

Francisco Mendonça

Resumo


O inicio do século XXI encontra-se marcado pela concentração humana nas cidades. As áreas urbanas demandam, cada vez mais, atenção de cientistas e gestores urbanos, particularmente quando se trata da formação de riscos e vulnerabilidades socioambientais. A abordagem da resiliência no escopo da geográfica constitui algo de bem recente, todavia, ela demanda maior atenção dos geógrafos ao trabalharem com a realidade dos países do Sul: Em que condições se deveria buscar a resiliência nestes espaços? Estas três concepções trazem matrizes inovadoras na abordagem espacial ao requerem a analise da gênese dos problemas estudados como forma de compreender os processos atuais, bem como envolve diretamente a abordagem futura dos espaços (cenários). Desta maneira a geografia, no processo de planejamento urbano e regional, se vê impelida à uma abordagem que toma o espaço em sua acelerada dinâmica, rompendo com a perspectiva anterior no qual era tomado de forma estática. Os problemas do clima urbano, sob o enfoque da geografia, são tomados como exemplos ao longo do texto.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5418/RA2011.0701.0010

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.