A TRANSFORMAÇÃO DO ESPAÇO RURAL MOÇAMBICANO RUMO À SOCIALIZAÇÃO DO CAMPO

Elmer Agostinho Carlos de Matos, Rosa Maria Vieira Medeiros

Resumo


O rural moçambicano passou por transformações na forma de organização do espaço residencial e produtivo em função dos interesses do Estado, quer seja ele colonial como o que surgiu da luta de libertação nacional. Comeste artigo pretendemos analisar como o domínio dos sistemas de objetos e de ações no espaço foi fundamental para a materialização dos interesses dos atores hegemônicos em cada fase da história moçambicana. Para sustentar as análises efetuadas ao longo do texto, recorremos à pesquisa bibliográfca sobre o assunto, tanto de autores moçambicanos como de estrangeiros. Foram consultados livros, artigos, teses e relatórios que abordaram a realidade do país durante a última fase da presença colonial portuguesa em Moçambique. Analisou-se os primeiros dez anos de independência de Moçambique, ou seja, quando foi implantada a socialização do campo como estratégia de desenvolvimento do espaço rural.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5418/RA2015.1115.0002

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

 


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.