AVALIAÇÃO DE RISCO DE DESASTRES NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PURUS (BRASIL) COM BASE EM ÍNDICES COMPOSTOS

Denise Marini Pereira, Claudio Fabian Szlafsztein, Fernando Alves Araújo

Resumo


Nos últimos anos, a bacia hidrográfica do rio Purus tem registrado um número crescente de situações de desastres associados a precipitações. Este trabalho avalia o risco de (re) incidência destes eventos para auxiliar no planejamento e gestão do território amazônico utilizando índices compostos de ameaças e vulnerabilidade em ambiente GIS. Os índices compostos pontuam, classificam e combinam quatro variáveis independentes associadas com o histórico de desastres entre 1971 e 2012, características morfológicas, de uso do solo e susceptibilidade a focos de calor. Os resultados apresentados em dois mapas relacionados com intenso incremento e redução precipitações, representando as subbacias das áreas do alto, médio e baixo curso da bacia. As zonas de alto e moderado risco correspondem às áreas mais antropizadas. A metodologia e resultados apresentados constituem-se importante ferramenta para refletir aspectos intrínsecos à prevenção e redução de risco de desastres em outras bacias Amazônicas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5418/RA2016.1217.0008

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

 


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.