A PRÁTICA ONTOLÓGICA NA VIDA COTIDIANA: SOBRE O PRIMADO RELACIONAL DO VALOR NA PRODUÇÃO SOCIAL DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Bernard Teixeira Coutinho

Resumo


As relações socialmente produzidas entre os sujeitos políticos e a superfície da Terra territorializam-se em diferentes escalas de ação, formando estruturas abertas a superações de si mesmas, confrmando a fundamental presença na prática espacial do binômio totalidade-totalização. O movimento histórico-dialético, o tempo e o espaço compõem arranjos espaciais físicos, ainda que assentados sob a lógica ontológica da imaterialidade. Por intermédio deste processo, o adjetivo “geográfco” do espaço se apresenta desde já como qualifcação concreta dos conteúdos relacionais inseridos na lógica das paisagens. Esses mesmos conteúdos são processos que fornecem à realidade situacional da superfície elementos dinâmicos de construção de diferentes/desiguais temporalidades e espacialidades. Neste presente artigo, refletiremos sobre essas relações de modo a compreender o sentido valorativo das relações ou, ainda, as relações entre a produção social do espaço e a prática do valor no espaço ontologicamente constituído na e pela vida cotidiana.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.