PRÁTICAS ESPACIAIS, COTIDIANO E ESPAÇO PÚBLICO:O CONSUMO COMO EIXO DA ANÁLISE DO CALÇADÃO DE PRESIDENTE PRUDENTE-SP

Eda Maria Góes, Maria Encarnação Beltrão Sposito

Resumo


A “Geografa da vida cotidiana” possibilita a identifcação dos sentidos do espaço e do outro que o frequenta, apropriando-se dele, e, portanto, produzindo-o, assim nos propomos a caracterizar as relações que se estabelecem nos calçadões de cidades médias, como Presidente Prudente (SP), norteadas pelo comércio e pela presença do espaço público. Outros sujeitos, além dos agentes econômicos e do poder público municipal emergem e são valorizados em suas práticas espaciais que podem ser tanto banais, porque cotidianamente reiteradas e, em geral, mediadas pelo consumo, como fugazes e imprevistas. Ambas são signifcativas, implicando em encontros que não são possíveis nos shopping centers ou nos espaços residenciais fechados, que cada vez mais predominam nessa cidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5418/RA2016.1219.0002

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.