Desempenho de cultivares de couve-chinesa sob telados e campo aberto

Mônica Bartira Silva, Santino Seabra Junior, Luan Fernando Ormond Sobreira Rodrigues, Renan Gonçalves de Oliveira, Matheus Tadanobu Ramos Nohama, Maria Cândida Moitinho Nunes, Adriano Mitio Inagaki, Marla Silvia Diamante

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho de cultivares de couve-chinesa cultivadas sob telados e campo aberto. O experimento foi conduzido na área experimental pertencente à UNEMAT, localizada na cidade de Cáceres, MT, entre 11 de junho a 30 de agosto de 2010. O delineamento experimental foi de blocos casualizados em esquema fatorial 7 x 2 sendo sete ambientes (campo aberto, sombrite 30, 40 e 50 % de sombreamento e tela termo-refletora 30, 40 e 50 % de sombreamento) e duas cultivares  (Granat e Michihilli). Avaliou-se o peso total de massa fresca, número total de folhas, diâmetro de planta e florescimento na colheita, com 80 dias após a semeadura. Foram constatados que devido às baixas temperaturas presentes no período de cultivo a cv. Michihilli apresentou florescimento em todos os ambientes avaliados e que no ambiente campo aberto foi onde ocorreu a maior incidência. Não houve diferença significativa de ambiente x cultivar para as variáveis peso de massa fresca e diâmetro de planta, demonstrando a viabilidade do cultivo em campo aberto. Para a variável número total de folhas observou-se que a cv. Granat apresentou melhor desempenho para as condições de inverno em Cáceres, MT


Palavras-chave


Brassica pekinensis; cultivo protegido; produção, florescimento

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.