Desempenho logístico do transporte dos grãos brasileiros

Andréa Leda Ramos de Oliveira, Lucas de Oliveira Melo Cicolin, Monique Filassi

Resumo


Apesar dos avanços significativos na agricultura brasileira, os custos logísticos, especialmente com transporte e armazenamento, ainda são as principais barreiras que limitam o potencial do agronegócio brasileiro. Este estudo analisa a eficiência logística das principais rotas de escoamento para exportação do milho brasileiro dos principais estados produtores aos principais portos do Brasil. Para isso, desenvolvemos um sistema de medição de desempenho baseado no Balanced Scorecard (BSC), usando modelo de quatro dimensões para análise de eficiência: financeira, cliente, processos internos do negócio e aprendizado/crescimento. Calculamos a eficiência das principais rotas usando a Análise de Envoltória de Dados (DEA). Nossos resultados sugerem que as rotas do Estado de Mato Grosso com destino ao o porto de Santarém no Estado do Pará, utilizando um sistema de transporte intermodal via hidrovia, foram as rotas mais eficientes em três dos quatro critérios avaliados. Posteriormente, analisamos a eficiência relativa de todas as principais rotas brasileiras com base nos quatro critérios, estabelecendo um ranking de eficiência, e ainda, desenvolvemos um modelo padrão capaz de para avaliar outros sistemas logísticos para diferentes commodities agrícolas.

Palavras-chave


Análise de Desempenho. Índice Logístico. Agronegócio.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


AZAMBUJA, A. M. V. et al. Análise de desempenho operacional em terminais de contêineres brasileiros. Journal of Transport Literature, v. 9, n. 4, p. 25-29, 2015.

BARTOLACCI, M. R. et al. Optimization Modeling for Logistics: Options and Implementations. Journal of Business Logistics, v. 33, n. 2, p. 118-127, 2012.

CHARNES, A.; COOPER, W. W.; RHODES, E. Measuring the efficiency of decision making units. European Journal of Operational Research, v. 2, n. 6, p. 429-444, 1978.

CNT. Confederação Nacional dos Transportes. Boletim estatístico. Disponível em:. Acesso em: 15 ago. 2014.

FARRELL, M. J. The Measurement of Productive Efficiency. Journal of the Royal Statistical Society. Series A (General), v. 120, n. 3, p. 253-290, 1957.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P.; FRAZÃO FILHO, L. E. T. A estratégia em ação balanced scorecard. [s.l.] Elsevier, 1997.

OLIVEIRA, A. L. R. A logística do agronegócio: para além do apagão logístico. In: Buainain, A. M. et al. (Orgs.). O mundo rural no Brasil do século 21: a formação de um novo padrão agrário e agrícola. Brasília: Embrapa, 337-370, 2014.

TALLURI, S. S. et al. Assessing the Efficiency of Risk Mitigation Strategies in Supply Chains. Journal of Business Logistics, v. 34, n. 4, p. 253-269, 2013.




DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v12i46.9216

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/

Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.