Qualidade de vida no trabalho em unidades produtoras de leite: uma análise a partir do modelo de Walton

Sulma Vanessa Souza, Luanne Escobar do Nascimento Oliveira, Marcel Gonçalves de Almeida, Omar Jorge Sabbag

Resumo


O tema qualidade de vida no trabalho (QVT) vem se difundindo constantemente nas mais variadas atividades e cadeias produtivas. Diante disso, este artigo analisou a qualidade de vida no trabalho em unidades produtoras de leite que utilizam ordenha mecânica, a partir das dimensões propostas por Walton. Metodologicamente, essa pesquisa foi caracterizada como sendo descritiva, realizada em três propriedades leiteiras distintas, localizadas na cidade de Rio Brilhante, Mato Grosso do Sul, Brasil. Para a coleta de dados o instrumento utilizado foi um questionário estruturado, desenvolvido de acordo com os oito critérios propostos por Walton. Os resultados constataram que a QVT das unidades apresenta-se a um nível de satisfação positiva, entretanto, verificou-se que os indicadores a respeito dos direitos do trabalhador, programa de participação nos resultados, incentivo à continuidade dos estudos e crescimento profissional estão aquém do desejado, podendo se tornar fator prejudicial às unidades leiteiras caso não sejam realizadas medidas mitigadoras para sua correção. Com base neste estudo indica-se o uso dos critérios de Walton, haja vista ser apontado pela literatura como um dos estudos mais completos no que diz respeito à QVT, além de ser considerado de fácil entendimento e aplicação.

Palavras-chave


Atividade leiteira; Ordenha mecânica; QVT.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, T. J. O.; ARAÚJO, V. V.; FEITOSA, P. J. S.; SILVA, A. F. A. Perfil sociocultural de produtores de leite bovino do município de São Bento do Uma (PE) e suas implicações sobre o manejo da ordenha. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, v. 9, n. 1, p. 122-135, 2015.

BARBOSA, C. V. Qualidade de vida no trabalho. Revista Inter Atividade, Andradina, SP, v.4, n.1, p. 27-37, 2016.

BARBOSA, L. A diversidade no seu devido lugar. Revista Exame, ed. 754, p.40-42, 2001.

BERTONCELLO, S. L. T.; CHANG Jr., J. A importância da responsabilidade social corporativa como fator de diferenciação. Revista FACOM, v.17, p.70-76, 2007.

CABRAL, A.; ZENI, E. O trabalho com qualidade de vida: um estudo de caso na guarda municipal de Chapecó. Revista Científica Tecnológica [Online]. v. 4, n. 1, 2016. Disponível em: Acesso em: 07 mai. 2018.

CIENCIA E TECNOLOGIA EM FOCO. Ordenhadeira mecânica (agropecuária), 2015. Disponível em:. Acesso em: 05 mar. 2018.

FAVARIM, F. N. Remuneração e salário uma abordagem jurídico/administrativa. Revista de Ciências Gerenciais, v. 15, n.21, 2011. Disponível em:. Acesso em: 25 fev. 2018.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS (FAO). Dairy Production and Products–Milk Production. Disponível em:< http://www.fao.org/dairy-production-products/en/#.V3AZwbgrLIV>. Acesso em 24 fev. 2018.

FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL. Bovinocultura de Leite. 2010. Disponível em:Acesso em: 24 fev.2018.

FURLAN JÚNIOR, P. F. A redução da jornada de trabalho e seus benefícios. Revista Eletrônica do CEMOP, n.2, p.1-20, 2012. Disponível em:. Acesso em: 21 fev. 2018. 2012 ou 2015

GARRIDO, L. R.; BERNARDI, D. Qualidade de Vida no Trabalho: Perspectivas para a Produtividade em Unidades Produtoras de Leite. Revista de Administração, v. 7, n. 9, 2008. Disponível em: . Acesso em: 13 fev. 2018.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2008.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2016. Disponível em: Acesso em: 20 jan. 2018.

MORAES, R. D.; VASCONCELO, A. C. L.; CUNHA; S. C. P. Prazer no Trabalho: O Lugar da Autonomia. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, v. 12, n.2, p, 2012.

MONTEIRO, A. A.; TAMANINI, R.; SILVA, L. C. C. da; MATTOS, M. R. de; MAGNANI, D. F.; D’OVIDIO, L.; NERO, L. A.; BARROS, M. de A. F.; PIRES; E. M. F.; PAQUEREAU, B. P. D.; BELOTI, V. Características da produção leiteira da região do agreste do estado de Pernambuco, Brasil. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 28, n. 4, p. 665-674, 2007.

OLIVEIRA, E. C. de; MELLO, J. Qualidade de vida no trabalho: um estudo realizado numa biblioteca universitária no Rio Grande do Norte. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 21, n. 2, p. 270-293, abr./ jul., 2016.

PESSOA, R. W. A.; NASCIMENTO, L. F. do. O lazer como ferramenta da qualidade de vida no trabalho. Revista Organização em Contexto, São Paulo, ano 4, n. 7, 2008. Disponível em: . Acesso em: 28 fev. 2018.

QUILICI, R. F. M.; XAVIER, A. A. de P. Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) em uma empresa estocadora de soja na região dos Campos Gerais: um estudo comparativo sobre satisfação/motivação. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 26, 2006, Fortaleza. Anais.... Fortaleza: ENEGEP, 2006. p.1-8.

REOLON, A.; BENETTI, J. E. Qualidade de vida no trabalho: um estudo da percepção dos colaboradores do Supermercado Superalfa de Chapecó -SC. Revista Tecnológica, v.4, n.1, p. 251-270, 2016.

RIBEIRO, L. A.; SANTANA, L. C. de. Qualidade de vida no trabalho: fator decisivo para o sucesso organizacional. Revista de Iniciação Científica, Salvador, v. 2, n. 2, p.75-96, 2015. Disponível em:. Acesso em: 13 fev. 2018.

ROBBINS, S.P. Comportamento Organizacional. 11. Ed. São Paulo: Afiliada, 2008.

SILVA, T. G.; TANNHAUSER, C. L; BIEGELMEYER, U. H.; POZZO, D. N.; GILIOLI, R. M; CAMARGO, M. E.; ZANANDREA, G. Qualidade de vida no trabalho: uma análise empírica sob o modelo de Walton. Revista Inteligência Competitiva. São Paulo, v.6, n.4, p.20-54, 2016.

SOUZA, H. P. T. A importância de valorizar os colaboradores no ambiente organizacional. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 12, 2016. Disponível em: http://www.inovarse.org/sites/default/files/T16_M_041.pdf>. Acesso em: 9 mai.2018.

STEFANO, S. R.; CAMPOS, E. A. R. de; CRIST, E. Práticas de benefícios sociais nas organizações: desafios na gestão de pessoas. Revista Cesumar: Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, v.19, n.1, p. 65-88, jan./jun. 2014.

WALTON, R.E.; Qualidade de Vida no Trabalho: O que é isto? São Paulo: Atlas, 1973. p. 11-21.




DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v12i44.8131



Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.