Variabilidade das perdas de solo em Neossolo Quartzarênico sob diferentes coberturas no ecótono Cerrado-Amazônia

Nayara Martins Alencar, Antonio Clementino dos Santos, Joaquim José de Paula Neto, Marcos Odilon Dias Rodrigues, Leonardo Bernardes Taverny de Oliveira

Resumo


A perda de solo por agentes erosivos é um dos maiores problemas da agricultura mundial, sobretudo em solos de textura arenosa, como os Neossolos. Dessa forma, objetivou-se avaliar a variabilidade da erosão em Neossolo Quartzarênico dos atributos físicos em duas áreas, sendo uma de mata secundária e outra de pastagem. Foram realizadas as amostragens de solo e o georreferenciamento nas duas áreas, com 45 pontos cada, em malha regular de 25x25 metros. Foram realizadas análises de matéria orgânica, areia grossa, areia fina, silte e argila, para estimativa das perdas e erodibilidade do solo. Através das estimativas pela equação universal da perda de solo, foi possível visualizar por meio da geoestatística a distribuição espacial dos atributos físicos que determinam os processos de erosão. As áreas ocupadas por pastagens apresentaram maior variabilidade sobre os fatores que determinam a perda de solo, como areia grossa e areia fina que constituem a maior parte dos componentes do solo. Como foi evidenciado pelos resultados das tabelas e dos mapas de isolinhas, fica claro que a substituição da área de mata nativa pela de pastagens cultivada, não aumentou a variabilidade aleatória dos atributos, com exceção para a variável areia total, e ocorreu aumento na variabilidade espacial apenas para as perdas de solo.


Palavras-chave


Distribuição espacial; Erodibilidade; Mata secundária; Pastagem; Perdas de solo.

Texto completo:

PDF

Referências


BERTONI, J.; LOMBARDI NETO, F. Conservação do solo. 4.ed. São Paulo, Ícone, 1999. 355p.

BOUYOUCOS, G.J. The hydrometer method improved for the mechanical analysis of soil. Soil Science Society of America Journal, v.54, n.5, p. 343-353, 1962.

CLAESSEN, M.E.; BARRETO, W.O.; DUARTE, J.L.P.M. EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos (Rio de Janeiro, RJ). Manual de métodos de análise de solo / Centro Nacional de Pesquisa de Solos. – 2. ed. rev. atual. – Rio de Janeiro, 1997.

COELHO, M. R.; SANTOS, H. G.; SILVA, E. F.; AGLIO, M. L. D. O Recurso Natural do Solo. In: MANZATTO, C. V. (Org.). Uso Agrícola dos Solos Brasileiros. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2002. p.1-12.

CORRÊA, E.A.; MORAES, I.C.; PINTO, S.A.F.; LUPINACCI, C.M. Perdas de solo, razão de perdas de solo e fator cobertura e manejo de cana-de-açúcar: primeira aproximação. Revista do Departamento de Geografia. v.32, p. 72-87, 2016.

GOLDEN SOFTWARE. Surfer for Windows version 8.0. Colorado: Golden, 2002.

LIMA, A.A.C.; OLIVEIRA, F.N.S.; AQUINO, A.R.L.de. Solos e aptidão agrícola das terras do Estado do Tocantins. Fortaleza: Embrapa Agroindústria Tropical, 2000. 27p. (Embrapa Agroindústria Tropica. Documentos, 31).

LOMBARDI NETO, F.; MOLDENHAUER, W.C. Erosividade da chuva: sua distribuição e relação com as perdas de solo em Campinas (SP). Bragantia, Campinas, v.51, n.2, p. 189-196, 1992.

NEVES, S.M.A.S.; MOTINHO, M.C.; NEVES, R.J.; SOARES, E.R.C. Estimativa da perda de solo por erosão hídrica na bacia hidrográfica do Rio Jauru/MT. Revista Sociedade e Natureza, Uberlândia, v.23, n.3, p.423-434, 2011.

OLIVEIRA, L.B.T.; SANTOS, A.C.; LIMA, J.S.; NEVES NETO, D.N. Variabilidade espacial das respostas produtivas e morfológicas do capimMarandu em função dos atributos químicos e topográficos. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v.16, n.4,p 772-783, 2015.

OLIVEIRA, V.A.; MELLO, C.R.; DURÃES, M.F.; SILVA, A.M. Soil erosion vulnerability in the verde river basin, southern Minas Gerais. Ciência e Agrotecnologia, v.38, n.3, p.262-269, 2014.

REATTO, A.; MARTINS, E.S.; SILVA, A.V.; CARVALHO JUNIOR, O.A. Análise de informação pedológica da região de Araguaína e Palmeirante-TO para fins de zoneamento agrícola. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2005. 18p. (Embrapa Cerrados. Documentos, 149).

ROBERTSON, G.P. GS+: geostatistics for the environmental sciences – GS+ User’s guide. Plainwell: Gamma Design Soffware, 2008. 152 p.

SALES, L.R.O.; CARNEIRO, M.A.C.; SEVERINO, E.C.; OLIVEIRA, G.C.; FERREIRA, M.M. Qualidade física de Neossolo Quartzarênico submetido a diferentes sistemas de uso agrícola. Ciência Agrotecnológica, Lavras v. 34, n. 3, p. 667-674, 2010.

SANTOS, M.F. Subsídios para o planejamento conservacionista da bacia hidrográfica do Ribeirão do Feijão (São Carlos, Itirapina e Analândia, SP). São Carlos, Escola de Engenharia de São Carlos, 1993. 222p. (Tese de Mestrado).

SANTOS, H.G.; JACOMINE, P.K.T.; ANJOS, L.H.C.; OLIVEIRA, V.A.; OLIVEIRA, J.B.; COELHO, M.R.; LUMBRERAS, J.F.; CUNHA, T.J.F. (Ed.). Sistema brasileiro de classificação de solos. 3.ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2013. 306p.

SILVA, A.M.; MELLO, C.R.; CURI, N.; OLIVEIRA, P.M. Simulação da variabilidade espacial da erosão hídrica em uma sub-bacia hidrográfica de Latossolos no Sul de Minas Gerais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v.32, n.5, p. 2125-2134, 2008.

SPERANDIO, H.V.; CECÍLIO, R.A.; CAMPANHARO, W.A.; DEL CARO, C.F.; HOLLANDA, M.P. Avaliação da erosão hídrica pela alteração na superfície do solo em diferentes coberturas vegetais de uma sub-bacia hidrográfica no município de Alegre, ES. Semina; Ciências Agrárias, Londrina, v. 33, n.4, p. 1411-1418, 2012.

TEN CATEN, A.; MINELLA, J.P.G.; MADRUGA, P.R.A. Desintensificação do uso da terra e sua relação com a erosão do solo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Capina Grande, v.16, n.9, p.1006–1014, 2012.

VIEIRA, S.R. Geoestatística em estudos de variabilidade espacial do solo. In: NOVAIS, R. F.; ALVAREZ, V. H.; SCHAEFER, C. E. G. R. (Ed.). Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 1, p. 1-53, 2000.

WISCHMEIER, W.H.; SMITH, D.D. Predicting rainfall erosion losses - a guide to conservation planning. Washington, USDA, Agriculture Hankbook, n.537, 1978.

YAMAMOTO, J.K.; LANDIN, P.M.B. Geoestatística conceitos e aplicações. 1 ed. São Paulo: oficina de textos, 2013, p. 215.




DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v12i43.8081

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.