Influência do tratamento fungicida e da temperatura sobre a qualidade fisiológica de sementes de seringueira durante o armazenamento

Lisandro Tomas da Silva Bonome, Luiz Edson Mota de Oliveira, Marcelo Henrique Patto Graciano, Jorge Olavo Souza Mattos, Alessandro Carlos Mesquita

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do tratamento fungicida e da temperatura de armazenamento na conservação da qualidade fisiológica de sementes de seringueira. A presente pesquisa foi desenvolvida no Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras. O experimento foi constituído de sementes de seringueira tratadas e não tratadas com os fungicidas Tecto 600 (65g 100Kg-1 sementes) e Captan (135g 100kg-1 sementes), as quais foram acondicionadas em embalagens impermeáveis e armazenadas em dois ambientes (câmara fria a 10oC e condição ambiente ±23oC), por um período de 210 dias. Em diferentes períodos do armazenamento, foi avaliada a emergência de plântulas, o índice de velocidade de emergência de plântulas, a primeira contagem de plântulas normais, a condutividade elétrica e o grau de umidade das sementes. A melhor condição para a conservação das sementes de seringueira é a temperatura ambiente sem tratamento fungicida. O tratamento fungicida tem efeito fitotóxico sobre as sementes. A temperatura de 10oC também é prejudicial ao armazenamento das sementes, causando danos mais severos à qualidade fisiológica do que o tratamento fungicida. A associação entre o tratamento fungicida e a baixa temperatura de armazenamento é potencialmente mais danosa à preservação das sementes do que os fatores utilizados isoladamente.


Palavras-chave


germinação; Hevea; temperatura de armazenamento; vigor

Texto completo:

PDF




Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.